Feeds:
Posts
Comentários

Archive for 23 de maio de 2008

Só digo uma coisa, se o jogo tiver imagens de anime no meio dele, será muito bacana, pois eu vi isso com Jeanne D’arc do PSP e achei muito bacana.

Read Full Post »

X360: Primeiras Impressões de Turok

Um novo começo…

Turok passou quase que em branco na comunidade de games em que participo. Poucas notícias, poucos comentários, poucas pessoas com o game. Lançado em Fevereiro de 2008, o game é um novo Turok, outro estúdio, um novo recomeço, e uma nova geração de games para concorrer com o caçador. E ele está bem diferente daquele Turok que conhecemos no Nintendo 64.

Alias como curiosidade, você se lembra do antigo Turok:

Voltando. Pude começar o meu Turok recentemente e deu para sentir algumas coisas bacanas nele. Uma coisa revoltante em games de FPS, muitas vezes é o problema com falta de munição. Turok sendo um game com dinossauros e florestas poderia ter esta falha se não fosse pelo engenhoso sistema da faca criado para o game. Afinal dinossauros não carregam metralhadores para roubar munição.

O combate do jogo quando envolve os dinossauros é de tirar o fôlego. Se os dinos te pegam, a tela corta para uma animação interativa, ou seja, você precisa fazer o que manda a tela do jogo, apertar os gatilhos do controle, girar o analógico etc. Assim fica difícil morrer por dinossauros. Claro que tem quem não goste, pois isso deixa o game fácil demais. Matar os dinos também não tem segredo, quando um estiver próximo e Turok estiver com a faca na mão, aperte o botão no momento exato que outra animação aparece na tela, mas desta vez é Turok matando o bicho. Estas animações são realmente de tirar o fôlego e com muito sangue na tela. Com esse sistema é possível sobreviver facilmente de um ataque deles sem problema.

Já o outro sistema de combate, que envolve humanos, aí sim o jogo deixa um pouco a desejar. Primeiro porque não tem sistema de cobertura, já que somente a arma aparece na tela. Os inimigos são mais resistentes do que parecem. Não é comum o jogador atirar neles e não os matar. A melhor coisa a se fazer é atirar em um, esperar ele se contorce e atirar na cabeça na hora exata. Porque se sair atirando em vários ao mesmo tempo, você até pode atingi-los e deixa-los atordoados, mas dificilmente você matou algum. Entretanto até onde eu joguei, alguns encontros com os humanos são bem diferentes. Algumas vezes o jogador pode pegar um ou outro por trás e mata-lo com a faca. Em outros momentos, você cai no meio de uma briga de inimigos humanos e dinos. Aí o jeito é esperar um pouco e ver quem mata quem, nas vezes que eu fui de cara com ambos os inimigos, só me lasquei porque se eu mata um dinossauro, o inimigo humano acha uma brecha fácil para me matar. Já em outro caso, ao chegar perto de um prédio no meio da floresta, posso subir nos encanamentos externos e, agachado ir matando todos os humanos que estão lá em baixo de vigia sem ser notado. Esse último caso é muito mais legal de ser jogado já que o arco e flecha requer precisão e agilidade. O game dá então meios de se matar os inimigos humanos de longe e de perto sem precisar fazer barulho alertando os demais.

Quanto ao enredo, não deu para deduzir muita coisa já que não fui muito fundo no game ainda. Turok é um soldado espacial, tem um passado tenebroso que não se lembra e sua nave cai num planeta cheio de dinossauros. Premissa bem clichê.

O sistema de energia funciona igual Gears of War, tomou um tiro, a tela vai ficando vermelha. Se o jogador não parar de tomar ataque a tela fica vermelha de vez e Game Over.

Quanto ao sistema de Save não tem do que reclamar. A cada trecho de fase, vai sendo salvo automaticamente. Luta, avança, salva, luta, avança, salva. Particularmente prefiro assim, pois evita voltar demais no game caso ocorra morte.

Fora isso o modo campanha tem alguns outros detalhes. Munição dificilmente vai faltar nesse sistema, por isso é possível que Turok segure duas armas ao mesmo tempo. Isso sem mencionar os gráficos soberbos do jogo com sua trilha sonora e efeitos sonoros. Ficou visualmente um jogo magnífico. O sistema de trilhas também não tem segredo, impedindo assim que o jogador se perca.

Entretanto, apesar do modo campanha ser bacana, li algumas análises que dizem que o jogo acaba se repetindo mais ao fim e que muitos realmente não ficaram felizes com o sistema empregado para matar inimigos humanos, que requer mais paciência e precisão.

Multiplayer Online

Se Turok fosse apenas um single player talvez nem valesse mesmo a pena joga-lo. Mas além do modo campanha tem um multiplayer online, que é quase que obrigatório nos games da nova geração.

Existem alguns modos de games diferentes, temos o tradicional mata-mata (deathmatch), mata-mata por times, capture the flag, assault captura the flag (a diferença é que nesta, um time defende e outro ataca), War Games que parece bem interessante e têm objetivos diversos como achar bombas ou explodir o quartel do inimigo.

Infelizmente como o game não fez muito sucesso, é óbvio que ele não é tão cheio de jogadores como Halo 3 ou Gears of War. Joguei algumas vezes num único dia e o máximo que consegui foi fechar salas com 12 pessoas (o máximo é 16).

Mas sinceramente achei o multiplayer do Turok bem mais divertido que o de Halo por exemplo. A faca é uma boa arma para matar inimigos de perto. Os cenários são bem legais; eu joguei um que parece um vulcão, com lava, fumaça, e tremores de chão. O cenário é bem escuro, permitindo assim que fique fácil se esconder. O outro cenário ela um prédio na selva, com elevações de escadas, permitindo que o jogador atacasse de longe através de pontes, ou que se escondesse descendo as escadas, cenários bem detalhados e criativos. Só faltou mesmo mais jogadores quando testei o modo.

E as armas das disputas estão todas espalhadas e são bem diversificadas. Tem um lança-foguete que é uma das melhores armas. Fora outras armas padrões como granadas, rifles, metralhadores, lança-chamas etc. O arsenal do game é bem grande. E o multi também tem um sistema de ranking, igual foi feito em Call of Duty 4.

Finalizando: No fim, se você é fã de FPS, vai curtir bastante Turok. Pode não ser o FPS perfeito ou superior a outros mais famosos, e traz um jogo diferente das historias de guerras com humanos ou aliens que vemos nos FPS atuais. Eu mesmo gosto de games com dinossauros.

Tem um modo campanha que cumpre seu papel e um modo multiplayer que só não é melhor, pela falta de jogadores. Entretanto traz armas interessantes e partidas divertidas e cenários grandes e diferentes.

Vale a pena baixar o demo na Live e dar uma olhada no game.

Gameplay de Turok (repare como os humanos demoram a morrer e Turok esfaqueando um dinossauro!!)

Read Full Post »

Hands-on Alone In The Dark

Os caras do site Joystiq conseguiram jogar uma prévia do novo episódio da saga Alone In The Dark. E se tudo que foi escrito for verdade, teremos uma grande surpresa…

Leia a matéria aqui. (em inglês)

O jogo sai dia 24 de Junho para Wii, PC e X360. A versão do PS3 está planejada para sair em Novembro.

Resumindo os pontos interessantes:

.: O jogo é todo divido em episódios, como os seriados. Cada episódio termina com um cliffhanger, um “gancho” (na falta de palavra melhor) pro próximo episódio. Todos os episódios estão destravados desde o início do jogo, e no início de cada um, teremos um resumo do que aconteceu no anterior (“Previously on Alone in the Dark“).

.: Alone In The Dark não é apenas um survival horror. É plataforma, puzzle, FPS e tem até uma corrida no meio.

.: Edward Carnby, o personagem principal, é um cara normal. Sem grandes poderes, mas ele é capaz de grandes feitos. Em certo ponto ele está subindo em uma corda para chegar ao topo de um prédio, mas cada vez que ele se mexe, a corda vai rasgando um pouco…

.: A física do jogo foi bem elogiada. Mas, a grande estrela é o fogo. Você pode incendiar um pedaço de madeira e assistir enquanto ele vai se deteriorando até sobrar nada mais que cinzas.

.: A falta de HUD (informações na tela) traz um grau de imersão absurdo para o jogo. E o inventário é a jaqueta de Edward. Se não cabe dentro dela você não pode levar. A qualquer momento você pode abrir a jaqueta e mexer nos itens, mas cuidado, pois o jogo não pára enquanto você faz isso.

.: Os puzzles podem ser resolvidos de várias formas. Ela cita como exemplo uma porta eletrônica com senha. Você pode observar as manchas de sangue no teclado para adivinhar a senha ou pode atirar no teclado e hackear os fios.

.: Se não consegue resolver um puzzle pelos meios comuns, tente usando a física. Aquela pesada porta de madeira não quer quebrar e você não acha a chave? Tente tacar fogo nela e depois quebrar…

.: Os inimigos são parecidos com zumbis e são chamados de humanz. Eles só podem ser mortos com fogo, as armas normais apenas irão nocauteá-los. As armas são realmente eficazes, e há um sistema de criação de munição.

.: Central Park foi praticamente todo reproduzido dentro do jogo. O tamanho do cenário e a quantidade de detalhes é comparável com GTA4.

Read Full Post »

Cinema 2008: Eagle Eye (Controle Absoluto)

Já viram esse trailer? Previsto para estrear no Brasil dia 10 de Outubro. Com Shia LaBeouf, o carinha do Transformers. Mais um suspense a caminho.

Read Full Post »

Lego Batman novo vídeo: Coringa e Harley

Saiu ontem um novo vídeo do gameplay do Lego Batman, desta vez mostrando o Coringa e a Harley (Arlequina). Jogo sai para tudo quanto é plataforma existente em Setembro:

Read Full Post »

Novidades sobre Gears Of War 2

Vazaram alguns detalhes da EGM Americana, que traz na capa o aguardado Gears Of War 2.

Vamos lá:

.: Se você jogar o modo Campanha todo em co-op poderá ver cut-scenes especiais e as decisões tomadas irão afetar os vários finais do jogo.

.: Cada jogador no co-op poderá configurar um nível de dificuldade.

.: A duração do modo Campanha será de 15 horas.

.: Haverá uma barra de stamina, que irá determinar por quanto tempo o seu personagem poderá correr e lutar. Mais baixa a stamina pior será o seu desempenho.

.: Novo chefe chamado Acheron, utilizado pelos Locusts para destruir grandes veículos.

.: Novo modo de Multiplayer chamado Ordeal. Quem matar 100 inimigos primeiro ganha.

.: Outro modo de Multiplayer será o En-garde, apenas as chainsaws serão permitidas.

Read Full Post »

Um monte de sites aqui do Brasil anunciaram que Penny-Arcade Adventures iria sair na Live está quarta-feira. Mas vocês viram alguém falando que o joguinho está bloqueado aqui no Brasil? Pois é, nem eu.

Entretanto ontem fui baixar o Trial do joguinho, só por curiosidade, para ver mesmo como ele ficou, até para comentar no Podcast da próxima semana, e recebo a mensagem de que o trial não está dispinivel na minha região. O_O

Ele está classificado na Live como Mature (Adultos) e deve ser isso a provável causa do bloqueio. O mais gozado é que o trailer do jogo está liberado (alias está sendo baixado agora, enquanto escrevo).

Um outro conteúdo recentemente bloqueado foi o novo vídeo do Gears 2, que também foi bloqueado nesta região.

Como diria o Dioges “Eu tenho medo!”. Vídeos bloqueados tudo bem, mas espero que essa putaria de bloquear games de XBLA fique só por aí mesmo.

Microsoft dando uma de palhaça…

Read Full Post »

Older Posts »