Feeds:
Posts
Comentários

Archive for 24 de fevereiro de 2009

Halo Wars – Review da Gametrailers

Acabei de assistir ao review de Halo Wars pela Gametrailers e realmente o game é tudo que eu esperava. Não chega a ser uma obra prima, mas é divertido e cumpre todos os requisitos necessários para ser jogado pelos donos de X360. Gostei e irei adquirir assim que for lançado em Março. \o/

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.
Anúncios

Read Full Post »

Halo 3 – Mythic Map Pack: Os 3 novos mapas multiplayer em vídeo!

Abaixo os 3 novos mapas de Halo 3. Serão disponibilizados para compra futuramente, mas não se deixe enganar. Eles virão gratuitos para quem adquirir Halo Wars ou Halo OSDT. Não compre os a parte.

Assembly
Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

Sandbox
Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

Orbital
Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

Read Full Post »

[DS] Blue Dragon Plus Trailer

Lançamento desta semana para o DS nos EUA finalmente. Um ótimo RPG para o portátil sem dúvida. Eu joguei a versão para X360 e fiquei muito satisfeito com o game. A versão do DS ainda traz alguns extras muito bacanas como novos personagens para controlar. Assistam:

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

Read Full Post »

Sinopse Panini: A Guerra dos Anéis chega a seu momento mais dramático e intenso, com ambas as tropas lutando ferrenhamente no campo de batalha que se tornou nosso planeta! Sacrifícios serão feitos, vidas serão perdidas… e nada mais será como antes! E o novo detentor do poder de Íon passará por seu maior teste! E ainda: conheça todo o passado do garoto que veio a se tornar uma das maiores ameaças do universo… o Superman Primordial!

Eu li:

Contos da Tropa Sinestro – No coração do Sol: A Guerra continua de forma devastadora na Terra. A primeira história da revista traz como protagonista o Superman Primordial, o vilão de Crise Infinita. A história traz uma recapitulação do personagem, sua origem, o que aconteceu com ele em Crise e como ele se envolveu na Guerra dos Anéis. Enquanto isso, os heróis da DC tentam a qualquer custo deter o vilão, enquanto ainda é noite, pois quando amanhecer, o sol da Terra irá devolver todas as forçar ao Kryptoniano. Mas todos falham e a história terminar com o Íon, que agora é Sodam Yat, tendo que encarar o pequeno desgraçado.

Tropa dos Lanternas Verdes – A Guerra dos Anéis, Capítulo 10 – Cai o Pano: A porrada continua comendo solta na continuação da história acima, mas desda vez é apenas entre Íon e Superman Primordial. As páginas são intensas, com sangue para todo lado e uma batalha mortal. Sodam é infectado com chumbo, o que é mortal para sua raça, mas isso não lhe afeta enquanto estiver usando os poderes de Íon. A história também conta um pouco do passado de Sodam, antes dele virar um Lanterna. Mas você acha que ele consegue dar conta sozinho do Superman Primordial? Bem, em alguns momentos a gente quase acredita que sim, mas no fim, Íon cai. Os Lanternas da Terra chegam ao resgate!

Lanterna Verde – A Guerra dos Anéis, Capítulo 11 – Surge a Lanterna Negra: A Guerra chega ao seu fim de forma fenomenal! Primeiro são os desenhos que parecem saltar das páginas da revistas, são dezenas de Lanternas Verdes e da Tropa Sinestro se matando páginas após páginas. Os heróis regulares da DC até surgem aqui e ali, mas o maior foco é da Tropa de Hal Jordan, decisão mais do que acertada dos roteiristas. O final da saga também revela um pouco sobre o que é a Noite mais Densa, a profecia apocaliptica do livro de OA. Conta que sete Tropas irão surgir, sete anéis, sete cores. E a guerra entre estas Tropas serão desesperadoras. Se a Tropa verde com a amarela causou esta saga, imagine o que sete tropas distintas fariam com o universo inteiro. Já que nem todas as tropas lutariam por justiça. A Guerra acaba-se dividindo em 2 focos, Hal Jordan e alguns Lanternas contra o Sinestro e todos o resto contra o Anti-Monitor, a entidade que destruiu todo o multiverso da DC na década de 80. A batalha contra Sinestro é cruel também, mas Hal consegue derrotá-lo. Mais difícil é a batalha contra o Anti-Monitor, os heróis fazem de tudo mas muito pouco tem efeito contra a entidade. Numa reviravolta inesperada Superman Primordial surge, soca até não poder mais o Anti-Monitor e após despedaça-lo, arremessa-o as sobras no espaço. E o que acontece com o vilão psicótico? Superman Primodial erra ao entrar numa briga contra um Ancião de OA, que sacrifica sua própria vida para pulverizar o jovem vilão. Superman Primordial finalmente está morto?! Com a destruição do Anti-Monitor, com a derrota de Sinestro, a tropa amarela, ou o que sobrou dele, bate em retirada. A Guerra acabou. As páginas seguintes servem para mostrar os destinos de alguns personagens. Superman Primordial não morreu, mas foi jogado no Multiverso e veremos o que isso resultará nas páginas de Contagem Regressiva. Sinestro foi aprisionado. Os 2 Anciãos expulsos de OA por violarem algumas regras durarem edições passadas criam o Anel Azul, o da Esperança. Uma nova Tropa pode vir a surgir dessa nova cor. O Superman Ciborgue, que queria muito morrer, não conseguiu a triste meta, mesmo que lhe tema sobrado apenas um pedaço de sua cabeça vagando pelo espaço. E o Anti-Monitor? Isso sim é desesperador. A entidade cai em algum lugar do espaço e cria a Lanterna-Negra, que será pauta a próxima saga da revista em 2010, os anéis negros que podem trazer os mortos a vida. O_O

No fim a Guerra dos Anéis se tornou uma das melhores sagas desde que passei a ler as histórias da DC, a uns 4 anos atrás. A trama trouxe muitos bom personagens, ótimos vilões, excelentes desenhos. Não teve nada de negativo nesta saga. Se você não leu, perdeu uma obra-prima.

Sinopse Panini: Considerado por muitos como uma fraude, o Gladiador Dourado está de volta, almejando uma vaga na maior equipe de super-heróis da Terra: a Liga da Justiça! No entanto, antes de conseguir o seu intento, ele terá que reparar a linha temporal e deter um adversário misterioso que pretende matar todos os heróis. A Guerra dos Anéis acabou… é hora de curar as feridas e reparar os danos. E ainda: dois contos da Tropa Sinestro!

Eu li:

Contos da Tropa dos Lanternas Verdes – Íon, O maior dos Lanternas Verdes: A Guerra acabou. É chegada a hora de amarrar as pontas soltas que a mega Saga abriu. A primeira história trata de oficializar definitivamente Sodam Yat como novo Íon. Kyle também conversa com os Guardiões sobre tal situação e até mesmo ajuda o novo Íon. Uma história bem simples de passagem entre uma fase para outra no universo dos Lanternas Verdes. Nada demais.

Tropa dos Lanternas Verdes – Luz da Liberdade: Agora sim a conclusão da saga de uma forma mais abrangente. Temos praticamente o desfecho de todos os Lanternas importantes. Guy reencontrando Gelo, que voltou a vida numas edições passadas em Novos Titãs, Kilowog em Mogo, Natu no hospital curando os Lanternas feridos e por aí vai. O mais bacana é ver no fim um Lanterna de Sinestro morrendo e Mongul adquirindo o anel amarelo. Ho ho ho, aí vem um grande adversário para a Tropa.

Contas da Tropa Sinestro – Uma vez grandioso, grandioso novamente: Uma pequena histórinha para tapa-buraco na revista, mas muito interessante, contando a origem de Sinestro e dos tempos em que ele e Hal Jordan eram amigos. Como um promissor Lanterna acabou virando um perigoso inimigo. Vale a pena para quem não conhecia a história.

Contas da Tropa Sinestro – O medo é o choro de uma criança: A segunda histórinha é menor importante, mas ainda assim bem narrada, mostrando um Lanterna de Sinestro que mata filhos de Lanternas. Temeroso no mínimo. E ao que tudo indiga, este não foi capturado na conclusão da Guerra e está entre os que fugiram para o espaço.

Gladiador Dourado – Origens Secretas, Capítulo 1: E a revista do Lanterna Verde a parte desta edição ganha uma grande adição, Gladiador Dourado chega com um enredo muito promissor, direto das páginas de 52. Gladiador novamente está tentando ser um heroi reconhecido, talvez até seja aceito na nova Liga da Justiça. Porém Skeets, a maquina que sabe tudo sobre o futuro, passou a notar distúrbios temporais. Alguma coisa está alterando o presente do Universo DC. Rip Hunter, o mestre do tempo, resurger novamente para o Gladiador. O Multiverso está sendo alterado por algum ser desconhecido e os herois precisam novamente se reunir e encontrar as fendas temporais e consertar os estragos. Isso explica porque o Gladiador meses atrás aparecia em várias revistas da DC de personagens diferentes e épocas diferentes, para fazer isso ou aquilo. Até no século 31 da Legião ele foi. A revista promete contar as aventuras do heroi pelo tempo! Demais! Neste primeira parte ele descobre que se não ajudar Rip Hunter, Hal Jordan morrerá futuramente. Uma bela maneira de incentivar Gladiador a se juntar nesta aventura. E mais uma coisa, O Gladiador ainda promete que após tudo isso, fará o possível para trazer a vida, o Besouro Azul, o personagem que foi o pilar para toda a Crise Infinita da DC nestes 3 anos… Wow!

Read Full Post »

Não adianta, não consigo criar este post no começo de todo mês. A distribuição da Disney na minha cidade [Jacareí-SP] é sacana demais. As revistas demoram, não chegam em todas as bancas e leva um tempo para conseguir todas. Ainda estou um pouco frustado de ter perdido a Aventuras Disney 42 de Janeiro… para meu consolo, este mês consegui todas:

Pato Donald, nº 2367, está bacana este mês, apesar da capa ter sido usado na faz muito tempo na extinta revista “os Sobrinhos do Donald”. São três histórias, a primeira da Itália por Laura e Mark Shaw, a segunda com os Escoteiros Mirim e Gastão e a última com a estrela da revista. 52 páginas por R$ 2,95. Mickey, nº 797, traz apenas 2 histórias. Dizem que as melhores histórias de aventura com Mickey são quando ele está de camisa. Que suas histórias onde ele é desenhado no clássico estilo de short detem a decepcionar, nesta edição a história principal é com Mickey de short. Os desenhos são medianos e a história não parece tão empolgante assim. Não que é passável este edição, mas a escolha poderia ter sido mais feliz. Continuo esperando por novidades para o número 800 da revista, espero algo especial. 52 páginas por R$ 2,95.

Aventuras Disney, nº 43, chega a conclusão da saga Ultra-Heróis, como eu perdi a edição passada graças a Editora Abril, não quero comentar sobre a conclusão. É minha forma de protesto. Tio Patinhas, nº 523, já parece bem melhor este mês apesar da capinha batida. Romano Scarpa é responsável pelos desenhos de 2 histórias desta edição, Willian Van Horn também contribui com 1 história para esta edição. Mac Money, da série Ducktales participa de uma outra história e a última da Itália com Carlo Panaro e Michele Mazzon tem desenhos do jeito que eu curto. Edição deliciosa. Amas as revistas por 84 páginas por R$ 4,95 cada uma.

Zé Carioca, nº 2332, traz algumas histórias de carnaval, mas no mesmo esquema que já se segue por alguns anos, só replubicações. Nesta edição não tem nenhuma história do meio da década de 90, período que eu mais gosto do personagem, que acabou ganhando um ar mais moderno e as histórias param de ser em barracões como favelas. 52 páginas de republicações por R$ 2,95.

E fechamos as 5 revistas deste mês. Gibiteca Disney ou Kingdom Hearts não foram lançados este mês de fevereiro. O jeito é esperar março…

Read Full Post »

Ontem dei um pulinho na cidade vizinha aqui e acabei achando a Disney Big, que graças ao duvidoso sistema de distribuição de HQs no Brasil, não chegou na minha cidade no fim de Dezembro. Esta HQ é uma edição especial com 300 páginas que a Editora Abril lançou no mês de férias e que serviria como um prelúdio para um novo título que deve chegar as bancas nos próximos meses, e que está sendo chamado de Gibiteca Disney e terá “quase” o mesmo formato da Disney Big.

Por que quase? Segundo informações na internet A Gibiteca Disney terá histórias temáticas como da clássica Disney Apresenta da década de 80/90. Já é a segunda ou terceira vez que a Editora Abril tenta reviver esta revista. O grande problema é que uma revista com 300 páginas, a R$ 13 com histórias de uma única tema não parece tão atraente assim como o trabalho que fizeram em Disney Big.

Com a revista em mãos pude conferir a seleção de histórias e digo que a escolha não poderia ser mais feliz. Achei que a revista teria apenas histórias com a temática Férias, por ter saido em Dezembro e ter sido exatamente esta a proposta na época, mas me enganei. A revista basicamente reuni num único volume praticamente tudo que há de bom nos quadrinhos Disney.

Pra começar há 3 histórias completas de Don Rosa, o pupilo de ouro de Carl Barks que desapareceu das publicações habituais da Editora no Brasil. De Volta a Trá-Lá-Lá, A Primeira Invenção do Pardal: Nasce o Lampadinha e Fugindo do Vale Perdido são obras primas de Carl Barks, apesar de serem republicações. Outros artistas consagrados também participam deste volume como Marco Rota, Paul Murry, Arthur Faria Jr., Ivan Saindeberg, Carlos Edgar Herrero, Tony Strobl, Massimo de Vita, Call Fallberg, Paul Halas, William Van Horn e muitos outros.

Tem histórias com o Tio Patinhas, Donald, Peninha, Mickey, Superpateta, Clube dos Heróis, Zé Carioca, Urtigão, Margarida, Pena das Selvas e Prof. Lodovico. Isso mostra a bandeja de personagens e variedades que o Universo da Disney em HQ pode oferecer. Histórias de aventuras, trapalhadas, mistério, paródias etc. O que é bem importante e talvez não deixe a Gibiteca Disney tão bacana quanto ela pode parecer.

Mas o jeito é esperar. A primeira edição já foi definida: Futebol. Não sei porque, mas em termos de temas, eu preferia muito mais a extinta Edição Extra que trazia temas bem mais interessantes como histórias com apenas um personagem em si [Metralhas, Maga Patalógica, Morcego Vermelho etc] ou com temas mais interessantes como Viagens no Tempo ou As Mil Faces do Peninha.

Read Full Post »

Death Note estréia na próxima semana no Animax!!!

Wow, não posso me esquecer de avisá-los a semana que vem, mas já me adianto caso me esqueça. Semana que vem tem a estréia de Death Note no Animax. Pare tudo que você for fazer dia 03 de Março às 22h e não deixa de ver este anime. Ele é realmente extraórdinario. O que você faria se pudesse matar todos os bandidos do mundo sem que niguém soubesse que é você? Brincaria de Deus assim? E se houvessem rastros, pistas ou indícios de um responsável por isso? Como brincar com vidas humanas desta forma, como decidir ser o Juiz e o Carrasco do mundo inteiro?

Death Note brinca com questões polêmicas e sem dúvidas até fora da moral e ética humana. Certamente é politicamente incorreto e mostra um rapaz fazendo o que todo mundo já pode ter pensado um dia, mas nunca teria coragem de fazer se pudesse. Mostra o lado negro da humanidade dando um tapa na cara do expectador. Assista e confira por si próprio a jornada de Light Yagami para salvar o mundo.

Ah e o anime sabe brincar de forma extraórdinario daquele famoso jogo de gato e rato com reviravoltas de roer a unha! \o/

Abertura:

Estréia dia 3 de março às 22hs no Animax. Reprises: Terça às 2hs, Quarta às 17hs e Domingo às 8:30hs e às 16hs.

Read Full Post »

Older Posts »