Feeds:
Posts
Comentários

Archive for 3 de maio de 2009

Sinopse Panini: A Ressurreição de Ra’s Al Ghul: dado como morto há muito tempo, o gênio terrorista conhecido como Cabeça do Demônio não só voltou da morte, mas também almeja transferir sua alma para o corpo mais jovem de Damian, o filho de Batman com Tália, e com isso, executar seus ambiciosos planos. Para salvar o garoto, Robin e Asa Noturna podem ficar em maus lençóis e o Homem-Morcego se verá numa arriscada missão em Nanda Parbat!

Ressurreição de Ra’s Al Ghul – O despertar de Lázaro, Prelúdio: Ra’s Al Ghul está de volta. O sacrifício do Fantamas Branco na edição passada deu certo. Um dos mais mortais vilões de Batman está de volta. A ressurreição deu parcialmente errada e o corpo do Fantasma não aguentará Ra’s por muito tempo. É preciso do corpo de Damian, o filho de Bruce Wayne Talia, filha do vilão. A primeira história da revista mostra Batman ainda procurando, na Asia, provas reais de que Ra’s voltou. Enquanto, Ra’s, num traje de múmia, literalmente, encontra Talia e Damian. A conversa familiar não ocorre do jeito que Ra’s esperava, Damian, vestido com um traje de Robin, que Batman deu para ele em sagas anteriores, não tem a menor intenção de ceder seu corpo ao avô. A porradaria entre Damian e a Liga de Assassinos come solta e a primeira parte terminar com Damian fugindo.

Ressurreição de Ra’s Al Ghul – Um garoto para o demônio, Parte 1: Damian, da Asia para Gotham, chega a Batcaverna e lá encontra Tim Drake, o filho adotivo de Batman e atual Robin. Damian é um garoto explosivo, então fica claro que ambos vão trocar sopapos. Tim perde, é mole? Alfred acalma Damian. Enquanto isso Batman encontra Talia, que foi aprisionada por Ra’s. Enquanto isso as coisas continuam descontroladas na mansão Wayne. O capítulo termina com a mansão sendo invadida por incontáveis membros da Liga dos Assassinos, sobre ordem de matar todos dentro dela, menos Damian. Está aí, algo que não acontece com frequencia nos arcos do Batman. Sensacional!

Ressurreição de Ra’s Al Ghul – O menor de dois males, Parte 2: A situação parece fora de controle. Batman pede para que Dick Grayson, o Asa Noturna, use o teletransporte da Liga da Justiça e vá imediatamente para a mansão ajudar Robin, Damian e Alfred. A cena com Alfred e um Ninja na janela da mansão é louca. Enquanto isso Batman e Talia estão no Tibete atrás do moribundo Ra’s. O vilão está a caminho, ou pelo menos tentando, de Nanda Parbat, o monastério monge meio mágico no universo da DC. Mas a grande graça desse capítulo é mesmo a invasão na mansão. A coisa toma proporções realmente perigosas e Robin e Damian são levados pela Liga.

Ressurreição de Ra’s Al Ghul – “Sem subtítulo”, Parte 3: Em algum lugar do Tibete encontramos Damian e Robin frente a frente de Ra’s. Tim precisa ser cauteloso, já que Ra’s só quer Damian e ele não tem valor algum para ter sua vida preservada. Ra’s oferece uma chance a Tim, fazendo a proposta de uma aliança, dizendo que pode trazer os pais de Tim de volta a vida. Enquanto isso começa a correria para ver quem chega primeiro no esconderijo do vilão. Dick e Alfred chegam ao Tibete num Jato. Batman que já estava por lá acaba chegando antes ao local onde Ra’s está. O capítulo termina com Ra’s ameaçando matar um dos filhos do Batman. Tim ou Damian.

————————————–

Sinopse Panini: Para salvar Damian e Robin, o Homem-Morcego aceita conduzir Ra’s Al Ghul a Nanda Parbat, onde o gênio criminoso poderá restaurar seu corpo envenenado e putrefato. Mas no caminho da dupla se encontra Sensei, o qual, junto a alguns dos mais dedicados criminosos que compõem a Liga dos Assassinos, almeja destruir o Cabeça do Demônio para sempre. Enquanto isso, o Menino-Prodígio deve decidir se aceita a oferta de Ra’s ou se mantém sua integridade.

Ressurreição de Ra’s Al Ghul – Aquele que é o mestre, Parte 4: Batman faz um acordo com Ra’s e o levará até Nanda Parbat. Enquanto isso Sensei, outro inimigo de Batman e Ra’s já está no local. Nanda Parbat detém o último poço de Lázaro da Terra. Sensei acaba se revelando ser pai de Ra’s e que acredita veemente que Ra’s não merece outra chance e que ele agora irá lidarar a Liga dos Assassinos. Porrada entre Batman, Ra’s e Sensei. Ra’s cae. Batman apanha muito, braço quebrado, barriga perfurada, mas no fim acaba ganhando do pai de Ra’s. Enquanto isso o vilão toma o corpo de um monge e está indo em direção ao Poço.

Ressurreição de Ra’s Al Ghul – “Sem título”, Parte 5: A quinta e sexta parte segue uma história meio paralela ao acontecimentos em volta de Ra’s. Tim fica tentado a aceitar a oferta de Ra’s. Ele, Damian e Talia dão um jeito e fogem da Liga dos Assassinos na base da porrada. Mas Tim retornar e diz que aceita o acorto de aliança. Depois de um tempo Damian também decide retornar, mas isso veremos depois. Conversa vai, conversa vem, o capítulo acaba com Tim frente a frente ao poço de Lázaro e Asa chegando para impedir que ele faça alguma besteira.

Ressurreição de Ra’s Al Ghul – Prova Viva, Parte 6: Porrada come solta entre Robin e Asa Noturna. Muito debate do que é certo ou errado. No fim das contas Tim se arrepende de tudo. Hora de reunir todo mundo para o combate final.

Ressurreição de Ra’s Al Ghul – Direito Nefasto, Parte Final!: O final não chega a ser algo fácil de engolir. Batman não deixa Ra’s chegar perto de Damian. O corpo de Ra’s já não aguenta o combate com o morcego. Os reforços, Talia, Alfred, Robin e Asa Noturna chegam para o combate. Ra’s foge e um filho bastardo do vilão, jamais reconhecido como filho, que era apenas um servo fiel surge na trama e cede sua vida a Ra’s. Bah, fala sério. Claro que a mega saga do renascimento de Ra’s não podia terminar sem um duelo entre ele e Batman, agora de igual para igual. Mas antes que alguém matasse alguém, os Monges de Nanda Parbat resolve reagir e prometem explodir tudo se todos não sairem imediatamente do monastério. Todos foram banidos do local e acabaram se separando na fuga. Fim da Ressurreição de Ra’s Al Ghul. Pelo menos por ora…

————————————–

Sinopse Panini: Batman: o Homem-Morcego se livra definitivamente do Cabeça do Demônio! E, em outra aventura, surge um misterioso assassino trajado como Batman e determinado a eliminar o herói. O pior… o maníaco pode conseguir concretizar seu intento. Mulher-Gato: buscando solucionar seus problemas, Selina toma uma decisão que alterará sua vida para sempre, deixando terríveis marcas. Em seguida, a felina mascarada encontra um adversário que pode ser o seu fim.

Batman – A Ressurreição de Ra’s Al Ghul, Epílogo: E aqui temos o real final da saga de Ra’s Al Ghul. Bem melhor que o da edição passada. Após os eventos de Nanda Parbat, Ra’s ainda tem a coragem de aparecer em Gotham e sobre o pretexto de querer dominar a cidade. Faz de conta que não é para provocar Batman. Ambos se esbarram, trocam insultos, Ra’s foge. Batman o caça, o derrota e ainda consegue prender o bandido em Arkham sobre uma identidade falsa e com um remédio que o deixa sem comunicação ou mobilidade. Batman sabe ser cruel para um herói que não mata. Um final ótimo para Ra’s Al Ghul. Mas ainda precisam inventar o que fazer com Damian, que alias não deu as caras nesta história.

Mulher-Gato – O Crime Compensa, Parte 1: Selina está de volta depois de uma breve pausa na revista do Batman. E agora as histórias da personagem prometem algumas reviravoltas interessantes. Primeiro a grande notícia: A filhinha de Selina foi entregue para adoção, de forma secreta e sigilosa de modo que ninguém no mundo seja possível rastrear a criança, nem mesmo Selina. Só Bruce Wayne. E este arco começa com Selina conversando com Zatanna para decidir se ela deve apagar a filha de suas memórias. História tocante. No fim Zatanna não faz nada a não ser consolar a pobre mãe. Selina volta para seu apartamento e após uma soneca mágica de Zatanna, acorda em meio a um apartamento vazio. Tudo que estava dentro de seu apartamento foi roubado. TUDO. Aí ela escuta um Tic-Tac, e aí você já sabe. Tudo explode. Selina consegue escapar.

Mulher-Gato – O Crime Compensa, Parte 2: Alguém está definitivamente brincando com Selina. Sem a roupa de mulher-gato, ela vai para um outro esconderijo dela pegar uma extra e descobre que também roubaram. Quem está por trás de tudo isso e como sabia tanto sobre ela? Selina acaba indo para o Calculador tentar uma pista. Calculador não abre o bico, mas revela onde Selina pode conseguir uma de suas antigas máscaras. Depois de invadir uma casa de um ricaço que colecionava coisas de herois, ela volta ao Calculador e arranca dele uma pista de onde achar o responsável por tudo. A história gira, ela obviamente percebe que foi parar numa armadilha, porrada dentro de um bar, ela se sente zonza, o Calculador a drogou sem que ela percebesse antes de sair, e agora as coisas estão de mal a pior. Continua na próxima edição.

Batman – Medicina Espacial: A história que fecha a revista é um pouco problemática porque revisita acontecimentos de meses atrás como se fosse ontem. Alguém se lembra daquele “Batman Bane” que detonou o morcego algumas edições atrás? Pois então, nesta um outro Batman mascarado surge atacando a delegacia de Gotham. Supostamente um ex-policial que acabou ficando meio maluco. As coisas correm para o terraço da delegacia. Jim leva um tiro, mas se ela não estiver com colete, merece morrer pela burrice. Batman também toma um tiro no peito e acaba infartando com o impacto. As coisas ficam bizarras quando um mini-Batman surge na última página. Hein? Só na próxima edição agora.

Anúncios

Read Full Post »

Aproveitando que este fim de semana prolongado foram gasto em algumas horas em Banjo-Kazooie e Banjo-Tooie resolvi refrescar a memória e postar por aqui onde estão os ovos escondidos de Banjo-Kazooie. Estes itens abrem novas peças para quem tiver Banjo-Kazooie: Nuts & Bolts e em Banjo-Tooie abre um novo e inédito movimento para Kazooie. Todos devem ser recolhidos no primeiro game, incluindo também a famosa chave de gelo. 😉

1. Ovo Rosa: Ele está no mundo Tresure Trove Cove na Sharkfood Island. Me lembro o quanto ficava curioso quando tinha o N64, porque diabos os produtores colocaram a ilha ali se não podíamos entrar.

2. Chave de Gelo: Ela está no mundo Freezeezy Peak dentro da caverna onde a Morsa mora. Essa chave eu nem preciso dizer o quanto enlouquecia as pessoas né? XD

3. Ovo Azul Escuro: Ele está em Gobi’s Valley. Entrando no mundo e subindo o primeiro morro das areais, basta ficar de olho no tapete a esquerda do cenário, ele levará o jogador até a caverna, que também não era possível entrar no primeiro game.

4. Ovo Azul Claro: Ele está em Mad Monsters Mansion, dentro de um barril. Ainda não cheguei nesse mundo (terminei Gobi’s Valey um pouco antes de escrever este post), então não darei mais detalhes. Porém não deve ser difícil de achar.

5. Ovo Verde: Também em Mad Monsters Mansion, em cima de uma privada. Admito que não lembro como era estes locais na versão do N64, não lembro se não eram acessíveis ou se os itens simplesmente não apareciam. Alguém se lembra?

6. Ovo Vermelho: Ele está no mundo Rusty Bucket Bay, dentro da cabine do capitão.

7. Ovo Amarelo: O último ovo, está no mundo Click Clock Woods, no período de inverno, dentro da casa do esquilo Nabnuts.

Para deixar as coisas mais fáceis, um video no you tube com os locais citados acima. 😉

Pronto, agora é correr para Banjo-Tooie e BK Nuts & Bolts e destravar os itens bonus. \o/

Read Full Post »

Eidos e Warner confirmaram ontem o que já vinha se especulando dias atrás. Batman Arkham Asylum não será mais lançado em Junho. O jogo sofrerá um pequeno atraso para que a equipe de desenvolvimento possa concluir algumas tarefas ainda não prontas no game. O jogo agora está previsto para sair no fim do verão americano, ou seja, até o fim de Julho. Não é um atraso tão grande assim. Mas agora é torcer para que o game saia mesmo na nova previsão e não acabe migrando para o fim do ano, porque aí a concorrência com os blockbusters de fim de ano será cruel para o título do morcego.

Batman Arkham Asylum é um game exclusivo de X360, PS3 e PC.

Read Full Post »

Esta semana foi lançado na Live e na PSN o demo do multiplayer de Bionic Commando. Aproveitando este fim de semana prolongado, resolvi experimentar já que tenho algumas expectativas altas para o single player do game. Ainda bem que as expectativas são pela campanha, porque o multi não me empolgou nem um pouco.

O demo disponibiliza apenas um mapa dos 16 que virão no game. Este que está no vídeo abaixo. O modo é o clássico mata-mata. Oito jogadores num mapa nem relativamente pequeno e nem grande. Em alguns cantos do mapa disponibilizam algumas armas como sniper, shotgun e um lança-foguete. O mapa do demo tem muitas elevações, já que uma das características do game é o braço biônico e seu gancho.

As partidas rolaram sem lag e a busca por jogadores foi bem rápida. Nesse quesito não há o que reclamar. O mapa escolhido para o demo infelizmente não é tudo aquilo que esperava. Um mapa incrivelmente escuro que não favorece em nada para a diversão. Diria até que é bem genérico. As armas disponibilizadas idem. Nenhuma me chamou a atenção.

O controle do esperado braço biônico também acabou me desanimando um pouco. Achei o controle bem problemático. Esperava que o alcance do braço fosse bem maior e mais fácil de controlá-lo. Se for comparar com algum game, a jogabilidade dos games do Homem-Aranha são bem mais lineares que o de Bionic Commando. Até mesmo Lost Planet tem um sistema de ganchos mais fácil de manejar.

Claro que tudo isso pode ser uma impressão errada que tive do demo. Afinal ele só tem um mapa multiplayer e essa não é uma das melhores situações onde permitem o jogador se habituar com os controles de um game. Um tutorial para treinar a vontade e se familiarizar com os comandos fazem falta neste caso.

Se a Capcom pretendiar que os jogadores se animassem com o multiplayer através do demo disponibilizado, eu fico na dúvida se realmente deu certo. Claro só o demo não é suficiente para fazer a caveira de Bionic Commando. O principal do game é o single-palyer certamente. Então ainda tenho esperanças e expectativas para o jogo.

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

Read Full Post »