Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘adão negro’

Sinopse Panini: A conclusão das duas séries! Os Quatro Cavaleiros trazem o Apocalipse à Terra! Superman, Mulher-Maravilha e Batman enfrentam a fúria dos impiedosos emissários da destruição! E Verônica Cale está disposta a tudo para se livrar do mal que ajudou a libertar! Adão Negro – A Era das Trevas: Teth sai em busca das peças que faltam para completar o amuleto que pode ressuscitar sua esposa Ísis. Disposto a tudo para alcançar seu intento, ele vai deixar um rastro de sangue pelo seu caminho tortuoso!

Os 4 Cavaleiros do Apocalipse, capítulo 5 – Vingança Mortífera: Fim de saga chegando e finalmente a história deslancha mais rápido do que os capítulos anteriores. Na ilha Oolong a coisa começa a sair do controle, Veronica Cale começa a ficar importante para o desfecho da história. Enquanto isso Superman e Batman acabam por definitivo com 2 dos 4 cavelarios. Ver Batman sozinho contra um destes mostrengos é demais. Não deu nem pro morcego suar. Já vi ele ralando mais em duelos contra o Coringa. A quinta parte termina com um massacre quase que total a Ilha Oolong e O cavaleiro da guerra, Roggra parte para o confronto contra a Mulher-Maravilha.

Os 4 Cavaleiros do Apocalipse, capítulo 6 – Clímax: Mulher-Maravilha contra Roggra, e Superman resolve dar umas porradas no cavaleiro da morte, Azraeus. Agora para um capítulo chamado Clímax, as coisas acontecem meio que bizarras. Veronica Cale resolve inesperadamente e de uma maneira meio bizarra, absorver dentro de seu corpo as 4 entidades de Apokalips. Tudo isso para que no fim, a poeira abaixasse e ela recomeçasse uma pesquisa para liberar os 4 cavaleiros de seu corpo. Aff, a saga rodou, rodou e acabou na mesma.

Adão Negro: A Era das Trevas, parte 5: O fim da saga de Adão Negro é mais bacana. A antepenúltima peça é encontrado e uma conversa calorosa com um ex-companheiro dos tempos da Sociedade da Justiça e a penúltima e última peça encontrada. Uma jornada satisfatória e que diverte o leitor. A angustia de Adão Negro suga o autor para dentro da trama, fica difícil em determinados momentos dizer se você está torcendo para o psicótico Adão, ou para que alguém termine sua jornada de mortes pelo universo DC.

Adão Negro: A Era das Trevas, parte 6: Mais porradas, e uma escapada para voltar a torre de Destino em paz. O mais hilário é a forma como Adão descobre no último minuto qual a sua palavra mágica. Boa Capitão Marvel, por essa nem eu mesmo esperava. O final da Era das Trevas é ainda mais perplexo. Fausto engana Adão com o esqueleto de Ralph Dibny, o homem borracha, que morreu ao fim de 52. Adão foge catatonico da Torre, o que explica seu estado de depressão no início de Contagem Regressiva e Fausto ressuscita Ísis sem que Adão saiba e consegue finalmente fugir da torre de Destino. O final da saga é realmente tocante e faz o leitor se perguntar porque diabos está torcendo por Adão Negro e seu amor perdido. O fim desta saga deixa mais perguntas do que respostas, entretanto são outras histórias para outros momentos. Alias já está na hora da DC decidir o destino do novo Senhor Destino não? Deixar aquela torre sozinha não me parece uma idéia inteligente…

Read Full Post »

Sinopse Panini: Os Quatro Cavaleiros do Apocalipse emergem das cinzas com poderes jamais vistos. O terror começa! Adão Negro – A Era das Trevas: um confronto explosivo entre Teth-Adam e Gavião Negro toma os céus de St. Roch!

Os Quatro Cavaleiros do Apocalipse – Cavaleiros renascem! & Cerco, Parte 3 & 4: A premissa e a idéia era boa, mas a execução decepciona demais. São quase 50 páginas onde de enrolação e blá blá blá, principalmente na terceira parte da história. Para se ter uma idéia, o novo confronto entre Batman e Superman contra os Cavaleiros só acontece na página 20 da revista, entes disso temos um debate entre os 3 heróis da DC para ver qual ação tomar. Mulher Maravilha parte para Ilhas OOoong e acaba ficando presa por lá e terá que enfrentar um dos Cavaleiros por lá. Enquanto isso Superman está um tanto impotente contra um dos Cavaleiros já que ele foi mordido na edição anterior e contraiu uma doença. Batman também está sozinho contra um poderoso Cavaleiro, mas a conclusão da briga só na próxima edição. Enquanto isso O Cavaleiro da Morte está tramando algo. Enfim, se você não se importam com cenas demais de discussão e pouca briga, vale a pena.

Adão Negro: A Era das Trevas – Parte 3 & 4: As outras 2 histórias da revista são melhores. A saga do Adão Negro é otima. Belas lutas, tem uma boa motivação e as peças que forma uma boa história estão equilibradas, inclusive o traço. A luta contra Gavião Negro empolga e deixa a Liga da Justiça com a orelha em pé. Na parte 4 temos um momento bacana quando Adão Negro na sua forma humana é baleado e precisa ir numa clínica veterinária, essa parte da história é demais. no fim, 2 dos 4 pedaços do anel para reviver Ísis já estão em posse do anti-herói. Na próxima edição as conclusões de ambos os arcos e a expectativa dos próximos!

Read Full Post »

Sinopse Panini: A prévia do maior evento da DC começa aqui, trazendo as minisséries abrem caminho para a derradeira Crise! Adão Negro perdeu sua família e seu país nas mãos da Intergangue e dos Quatro Caveleiros… e teve seus poderes retirados por Billy Batson. É hora de conquistar tudo de volta! E por falar nos Quatro Cavaleiros, você não achou que eles ficariam sumidos por tanto tempo, achou?

Os Quatro Cavaleiros do Apocalipse: Ressurreição e A Marcha da Morte: Essa nova revista da Panini tem apenas um defeito… exige que o leitor tenha lido 52. Apesar de que você é um zero à esquerda se for leitor da DC e não tiver lido 52. Mesmo que a Panini tenha colocado um resumo na contra-capa da revista, o leitor só vai apreciar as histórias, se já tiver no universo que 52 criou e dos eventos que os 4 Cavaleiros do Apocalipse ocassionaram na premiada série. Pois bem, os 4 seres se originaram de Apokalips e Adão Negro matou todos antes de perder seus poderes. A nova saga começa numa investigação feita pelo Superman e Batman, que acreditam que os 4 monstros não morreram definitivamente e estão para ressuscitar a qualquer momento. Dito e feito, no primeiro capítulo temos os seres renascendo em corpos humanos. A história em si é bacana, o enredo bem interessante e o clima envolve o leitor que tem conhecimento prévio dos personagens. Na segunda parte da história Super e Batman encontram os 4 Cavaleiros, mas não conseguem impedir com que eles troquem de corpos – de humanos para monstros. A história promete mais ainda na próxima edição.

Adão Negro – A Era das Trevas, parte I e II: Apesar de bacana a história dos 4 cavaleiros, tenho que admitir que a curiosidade de leitura era muito maior com relação a história de Adão Negro. Isso porque em Contagem Regressiva o personagem está com os poderes de volta – entregou eles a Mary Marvel depois. Esta é a saga que mostra como Adão recuperou seus poderes, tentou reviver Ísis e ainda envolve mais uma das sub-tramas de 54 – Fausto e sua prisão na torre do Destino por Ralph Dibny, que era uma continuação da trama de Crise de Identidade de 2 anos atrás, foda para qualquer leitor novato ficar completamente por dentro. O clima realmente das histórias de Adão são melhores, o suspense, as cenas e até mesmo os diálogos empolgam. Mas no final das contas é um material extra que está saindo no Brasil e que só vai ser bem aproveitado pelos leitores que vem acompanhando todo esse “Prelúdio” que a DC vem fazendo desde Crise de Identidade.

Read Full Post »

https://i0.wp.com/www.paninicomics.com.br/img/miniseries/532.jpg

Sinopse Panini: A maior aventura do Universo DC ainda está para se iniciar. Acompanhe Jimmy Olsen, Mary Marvel, Adão Negro, Trapaceiro, Flautista e muitos outros, enquanto Darkseid parece tramar planos que podem culminar com a destruição de tudo e todos. Ao mesmo tempo, seres misteriosos que alegam ser os mantenedores da ordem no multiverso caçam impiedosamente aqueles que eles consideram como anomalias. Foi iniciada a contagem regressiva… para a Crise Final!

Eu li:
Semana 51 – Olhe para os céus: Existem muitas reclamações sobre a qualidade de Countdown nos EUA e aqui no Brasil, já começaram. Aparentemente a coisa se perde no meio do jogo, então, temos um começo ao menos interessante e bacana. E a primeira edição já começa com morte. Duela, a filha ilegítima do Coringa, criada no vácuo do Multiverso, é morta por um dos Monitores, guardiões do Multiverso. Tava na hora mesmo dela morrer. Muito estranho esse negócio de filha do Coringa, mesmo sendo de outro universo. O mais legal disso é que Jason Todd presenciou a morte dela e por pouco não é morto pelo Monitor. Ele é outra inconsistência cósmica do Universo DC atualmente, junto com Kyle, o Íon e Donna Troy. Temos um Jason mais consciênte nesta saga, menos psicótico do que havia visto em Batman antes da Crise Infinita. Mais preocupado com sua existência e que rumo deve tomar. Em paralelo, assim como em 52 fazia, temos Mary Marvel acordando num hospital sem poderes. Não faço a menor idéia do que aconteceu com a menina e porque ela perdeu sua palavra, espero que a Panini explique ou ao menos lance a HQ que mostre o que acontece com ela antes disso. Porque 52 não explicou nada disso. Temos a galeria de vilões de Flash se reunindo novamente, o que é a pior parte de Countdown, pois já cansei de ver isso na revista do Flash e encerra com a menção de Ray Palmer, sumido desde Crise de Identidade aqui no Brasil como uma das soluções para a existência do Multiverso…

Semana 50 – A última gargalhada: Jimmy Olsen! A segunda edições trata de colocar um persongem sem muito rumo, num papel importante. Jimmy está investigando a morte de Duela, para isso temos o personagem interagindo com Jason Todd e o Coringa. Nada mal mesmo. Gostei do Coringo estar louco como sempre e pouco se importar com a morte de Duela. Em contrapartida, temos Mary Marvel tentando achar seu caminho. Batman e Raio Negro, possívelmente com a LJA, ainda tentando descobrir qualé o da Legião, o que me lembra que preciso ver como acabou a Saga do Relâmpago na revista do grupo, para entender o que está acontecendo aqui. Mais galeria dos vilões e suas baboseiras. Tudo para esta edição acabar com o Crocodilo atacando Jimmy em Arkham!!

Semana 49 – Esticando a verdade: Wow! Crocodilo tentar arrancar a cabeça de Jimmy quando ele se estica todo igual um Homem-Borracha?! O que aconteceu? Esse é um dos mistérios de Countdown e nem mesmo Jimmy entende o que aconteceu. Eu achei sensacional! Estava da hora de darem mais atenção a esse personagem secundário e inventarem um poderzinho bacana para ele, mesmo que temporário. Enquanto isso, os Monitores estão se reunindo para discutir o que fazer com os 52 mundos do Multiverso e suas incoerências. Será que Duela deveria ser morta mesmo? Arqueiro Vermelho da LJA, de guarda com um dos Legionários. Galeria dos vilões em sua terceira aparição sem sentido e enchendo linguiça. E termina com Mary Marvel em Gotham fugindo de um bandido, já que está sem poderes, quando se depara com Adão Negro!! Os poderes do cara responsável para terceira Guerra Mundial estão de volta! Como?!! Explique-se Panini!! Como ele achou sua palavra secreta?

Semana 48 – A morte vem do alto: Algumas cenas e diálogos com Mary e Adão, mas que pouco se explica o que está acontecendo. Jimmy de volta a Metrópolis, quando uma batlha nos céus se inicia. Ele não consegue ver nada nesta distancia, e uma bela jogada, pois nem os leitores conseguem ver nada pelos quadros que se seguem, mesmo cheios de tensão. E Jimmy salva algumas pessoas na rua usando… super velocidade??? Qualé Jimmy, o que está acontecendo?? Huhauha Countdown começa assim mesmo. XD Funeral de Duela, Jason e Donna conversando sobre seus futuros. Mais LJA e Legionários ainda não fazendo sentido. E quem caiu em Metrópolis após a batalha é Magtron, um dos novos Deuses? O problema é que Superman vem, olha e sai atrás no espaço do responsável, nesse meio tempo Magtron balbucia “Infinito” a Jimmy e explode? Jimmy sobrevive de forma estranha… e um vulto no espaço escapa do Superman com um tubo de explosão. Tudo termina com Superman se perguntando o que “significa para o universo a morte de um Deus?”. Chega ao fim as 4 primeiras histórias de Contagem Regressiva. Resultado bacana, apesar de muitas cenas e pedaços que não levam a lugar nenhum, entretanto, muitos mistérios e coisas a serem respondidas… eu gosto disso.

Read Full Post »

https://i1.wp.com/www.paninicomics.com.br/img/collanaNews/2018.jpg

Sinopse Panini: Um homem em busca de vingança deflagra um conflito de grandes dimensões! Direto das páginas de 52, esta edição mostra a guerra mortal entre Adão Negro e os heróis DC, além de trazer as respostas que os leitores tanto esperavam desde Um Ano Depois. Detentor de imensos poderes provenientes de seis deuses egípcios, Adão Negro teve sua família massacrada diante de seus olhos. A dor da perda faz com que ele se torne uma violenta ameaça mundial, assassinando milhões de pessoas. Agora, os super-heróis do mundo terão que pará-lo antes que a carnificina continue. Acompanhe a ira de Adão Negro e testemunhe o conflito do Caçador de Marte enquanto tenta decidir se irá ou não agir.

Eu li:
Essa revista é um desdobramente da Semana 50 da revista 52. Se você não acompanha 52, não tem nem porque ler essa revista. Até porque nem o final da mega-luta contra o Adão Negro é mostrado aqui, mas em 52 Nº 13 (review ali abaixo).

O que acontece aqui e merece ser citado:

* A reformulação e o visual de J’onn J’onnz, o Caçado de Marte é explicado, alias a revista inteira trata da 3º Guerra Mundial vista pelos olhos de J’onn em 80% do tempo. Ele é o primeiro a enfrentar o Adão e é lá no fim, a gota de esperança e ajuda que todos os heróis precisam na batalha final.

* Em alguns quadros bem confusos, vemos a Supergirl voltando a Terra, sabe-se lá de onde ela estava. A revista cita apenas que ela estava perdida no tempo. Estranho e promissor para o recomeço da heroína, pena que sabemos que na revista dela publicada em Superman continua tão confuso a sua origem quanto podemos imaginar.

* Em Gotham vemos Harvey cuidando de tudo na ausencia de Batman e o Exterminador recrutando a Batgirl. Duas pontinhas que já sabemos como terminará (Em Batman vimos que Harvey volta a ficar louco e os Duas-Caras retorna e em Novos Titãs, o grupo consegue liberar a Batgirl da influência hipnótica do Exterminador).

* Finalmente é mostrado como Aquaman virou aquele ser esquisito em suas revistas e que meses depois levaram-o a morte. Ele pede aos Deuses para reerguer parte de Sub Diego que afundou no mar. Os Deuses os fazem, mas quem arca com as conseguencias é o herói.

* Todas essas brechas paralelas sendo intercaladas com muitas lutas e batalhas contra Adão Negro por várias partes do mundo.

* Com os Titãs vemos alguns sendo feridos gravemente e a morte do Jovem Frankstein. Assim como a desânimo de Mutano e Raveno como líderes do grupo, já que Robin ainda não havia voltado. Falando em grupos, vemos o Xeque-Mate voltando a ativa.

* A revista termina sem mostrar a vitória sobre Adão Negro, que fica reservado a 52. Ela acaba com os Monitores olhando a catastrofe que sucedeu durante essa semana 50 dizendo que a hora mais trágica ainda não havia chegado. O_O

Read Full Post »

https://i0.wp.com/www.paninicomics.com.br/img/miniseries/536.jpg

Sinopse Panini: Adão Negro foi capturado pelos cientistas loucos da Ilha Oolong e seus captores agora querem resgate por ele! Teth-Adam deixará Silvana e seus comparsas do crime interromper sua busca por vingança? E ainda: a conclusão do ano perdido do Universo DC! Estoura a III Guerra Mundial! Tudo isso e muito mais em 52 13!

Eu li:
Semana 49 – Prólogo da Destruição: Foram longos e excelente 13 meses acompanhando a mega-saga 52! E tudo acaba HOJE! E já começa explodindo tudo, Dr Magnus trai tudo mundo na Ilha Oolong, deixa os heróis entrarem – antes deixa apenas seu amigo Prof. Turo fugir – e a confusão rola solta dentro da ilha. Muita ação eletrizante quadrinho após quadrinho. Para que no final de tudo, Adão Negro escape ainda mais irado com o mundo. EXPLODE A 3º GUERRA MUNDIAL no Universo DC! O_O

Semana 50 – III Guerra Mundial: Um adendo antes de começar. Esta semana 50 ganhou mais 100 páginas em DC Apresenta 10, que farei o review logo em seguida, mostrando em detalhes como foi a 3ª Guerra Mundial. Não é obrigatória a leitura do complemente, mas não faz mal ler. Voltando, Adão Negro começa um genocídio mundial, matando e destruindo tudo que está a sua vista. A Sociedade da Justiça, os Titãs e mais um punhado de heróis tentando e correndo em vão na solo de Adão tentando impedi-lo. Sem Batman, Superman e Mulher-Maravilha para comandar, é notável a falta de cooperação mútua e organização de combate. Tanto que eles apanham muito até que o Capitão Marvel consiga um meio de retirar os poderes de Adão. No fim, o vilão perde os poderes, mas não pode definitivo, só até descobrir qual a palavra mágica – que antes era Shazam e o o Cap. Marvel conseguiu alterar. Assim como a semana anterior, ação do começo a fim de tirar o fôlego. Assustador. O_O

Semana 51 – Voltando para Casa: A penúltima edição foi reservada para fechar as pontas soltas em outras histórias. Homem-Animal finalmente chega em sua casa, depois de quase 1 ano. Memorial para Superboy foi finalmente erguido. E os herois estão reunidos para começar um novo ano na DC. Bruce, Clark e Diana se encontram pela primeira vez desde o começo da saga. Os Novos Titãs finalmente chegam em sua formação final, com Rose e Kid Demônio fechando o grupo, assim como finalmente vemos a explicação para o novo uniforme de Robin. Em OA, a Tropa do Lanterna Verde conseguem curar a cegueira de Adan Strange e o devolvem ao seu planeta. Já o Lobo, huahauhauhua, personagem imprevisível mesmo. Trai todo o povo golfinho matando o Lider, porque óbviamente já estava de saco cheio desse juramento de não-violência, ficando uma ponta para uma futura história, a arma que ele tanto buscou meses atrás em 52 é uma das primeiras armas dos Lanternas Verdes feito em OA e agora tal arma é dele. Estelar também retorna a Terra, mas não mostra o que aconteceu com ela, bizarro, pois também não a vi mais em outras revistas da DC. Tudo para no finzinho terminar com RIP Hunter e o Gladiador Dourado enfrentando o Sr. Cérebro que estava dentro de Skeets e se transformou em algo que pode destruir todo o universo. A solução? Voltar no tempo! Exatamente 1 ano atrás…

Semana 0 – Um ano corrido: E RIP Hunter e Gladiador Dourado voltam 1 ano atrás. 52 termina sem muitas supresas, mas com explicações e vemos a criação do Multiverso! Primeiramente todos os 52 mundos são igualmente exatos. Graças a essa fuga dos dois com a Sr. Cérebro atrás é que eles reformatam cada um dos 52 mundos. O leitor pode ver os novos universos e algumas de suas variações. No fim tudo acaba bem, eles derrotam o inseto gigante que reformata universos inteiros e abrem um leque gigante de histórias para a DC com o Multiverso e dá pontapé inicial a Countdown que começa agora em Julho mesmo. SENSACIONAL!

Read Full Post »