Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Editora Abril’

Mais um mês, mais HQs Disney para os colecionadores brasileiros. São poucas, mas é melhor do que nada. Uma pena que a Editora Abril cancelou, temporariamente segundo ela a Gibiteca Disney e as negociações do mangá Kingdom Hearts ainda não deram resultados, sendo assim temos este mês apenas as 5 revistas básicas de sempre:

Tio Patinhas, nº 525, esta edição vem com 4 histórias com grandes artistas Disney. A primeira [Tio Patinhas e o Carbodiamantino] com desenhos de Giorgio Cavazzano, uma história feita em 1977, época do ouro dos quadrinhos da Disney. A próxima [Plano Fechado] tem roteiro e desenhos de William Van Horn de 2008. Ela se destaca por ter quase todas as páginas em close-up dos personagens em cada quadro. Diferente, mas este é o propósito da história. A terceira [Um Caso de Amor] é de Romano Scarpa de 2003 e, por fim, a última [Tio Patinhas e as Minas Curativas] tem desenhos de Federico Mancuso, também de 2008. Tio Patinha tem 84 páginas e custa R$ 4,95.

Aventuras Disney, nº 45, continua a saga que começou na edição anterior de Donald Duplo. Os desenhos de Vitale Mangiatordi são fenomenais. Esta edição vem com a Missão 002 e 003, deixando para a próxima edição o final da saga. Esta saga é muito recente, de 2008, parabéns a Abril por publicá-la aqui no Brasil. A última história [Tio Patinhas em Uma Vitória Brilhante] é uma republicação. História criado e publicada em 1974 feita aqui no Brasil, com desenhos de Sérgio Lima. O mais curioso é que essa história nunca foi publicada no exterior segundo o Inducks. Aventuras Disney tem 84 páginas e custa R$ 4,95.

Pato Donald, nº 2369, tem apenas histórias criadas na Dinamarca. A primeira [O Pato e o Dragão] tem roteiro de Per Hedman e desenhos de José Massaroli. História de 2007. A segunda [Ganso Vida Mansa] tem como protagonista o Gansolino e tem roteiro da dupla Carol Mcgreal e Pat Mcgreal e desenhos de Vicar, são bem famosos por lá e aqui no Brasil. A próxima [O Mestre das Artes Marciais] é de Jens Hansegard e Tino Santanach Hernandez, roteiro e desenhos, respectivamente. Estas duas são de 2008. Já a última [A Fonte da Juventude] é bem antiga, de 1979/80 e tem roteiro de Tom Anderson e desenhos de Vicar. Interessante ver como o estúdio Lua Azul, responsáveis pela tradução e colorido das HQs Disney aqui no Brasil trataram tão bem desta última história que você não nota que ela é tão antiga quanto em relação as outros que são novíssimas. Lembrando que todas são inéditas aqui no Brasil. Pato Donald tem 52 páginas e custa R$ 2,95.

Mickey, nº 799, também só tem histórias criadas na Dinamarca. A primeira [Aventura no Oásis] é de Sarah Kinney, roteiro, e Joaquin Canizares Sanchez, desenhos. Gozado ver que esta história lembra muito os traços italianos. História com 25 páginas sem Pateta? Sacanagem. Já a segunda história [Encomenda Secreta] tem roteiro de Per Hedman e desenhos de Angel Rodriguez, já tem um traço característico da Dinamarca e traz a dupla Mickey e Pateta juntos. Bem melhor. A terceira [Bambolê] tem roteiro de Paul Halas e desenhos de Jorge David Redo. A última [De Olho nas Baleias] tem novamente a dupla Sarah Kinney e Joaquin Canizares Sanchez. Todas as histórias são de 2008 e tem aquele modelo antigo, de Mickey sem camisa e com short vermelho. Mickey tem 52 páginas e custa R$ 2,95.


Zé Carioca, nº 2334, só tem republicação. Nem vou me dar o trabalho de especificar com detalhes as histórias. Lábia Demais é de 1989, O Mestre de 1981, Serenata ao Luar de Renato Canini de 1975, Um Papagaio Fora de Órbita também de Canini é de 1972 e Meu Reino por uma Rede é de 1985. Não gosto muito do Zé desta época. Reconheço que Renato Canini é um gênio, mas eu prefiro a fase da década de 90, que retrata um personagem aparentemente mais jovem, moderno e mais ainda malandro. Usando o visual que é mostrado na capa da revista. O Zé de terninho e guarda-chuva parece tão ultrapassado em pleno ano de 2009. Zé Carioca tem 52 páginas e custa R$ 2,95.

Read Full Post »

Gibiteca Disney já foi pro saco…

Segundo uma notícia do Blog Papo de Budega, que por sinal é sempre um dos primeiros a divulgar notícias sobre os quadrinhos Disney no Brasil, a nova revista Gibiteca Disney que ia ser lançada em Fevereiro, sofreu um atraso e não saiu… já foi cancelada.

A primeira edição nem chegou a ir para as bancas. A Editora chegou a mencionar ela na parte de correios de uma das revistas Disney de fevereiro, não me recordo qual agora, inclusive avisando que a primeira edição traria só histórias de Futebol. Gibiteca seria um “gibizão” de 300 páginas com histórias temáticas e que seria lançado todo mês [eu já duvidava disso]. Segundo a Editora, a atual crise mundial ferrou com os planos e a revista já foi pro limbo antes de ter nascido.

Na minha opinião, que já havia escrito aqui no blog, a Gibiteca já tinha sido criado com uma idéia arcaica de temas bobos e que iria sobreviver de republicações e que mesmo que fosse lançada, não iria durar muito mesmo. Acertei na mosca.

O fato é que a Editora Abril não sabe como tratar os quadrinhos Disney atualmente. Mestre Disney, que tinha tudo para alavancar a popularização dos personagens foi cancelada por problemas com Don Rosa [obviamente] e as edições de Luxo de Carl Barks já terminaram. As revistas atuais não conseguem atrair o público mais jovem. Zé Carioca viva de republicações e Donald e Mickey tem edições mensais com pouquissímas páginas e histórias curtas demais. Salva-se a apenas Tio Patinhas e Aventuras Disney, esta última que também abusa as vezes de republicações. Fica difícil mesmo sobreviver assim com as bancas lotadas de mangás, Marvel, DC e Turma da Mônica…

Já disse, o que os quadrinhos Disney precisam hoje no Brasil é um espaço virtual para os fãs e para atrair novos públicos. Leia mais aqui.

Read Full Post »

Link desta matéria mudou de endereço. Ela pode ser acessada a partir deste link:

http://www.portallos.com.br/2009/03/01/hq-brasil-quadrinhos-disney-e-a-era-digital/

Read Full Post »

Não adianta, não consigo criar este post no começo de todo mês. A distribuição da Disney na minha cidade [Jacareí-SP] é sacana demais. As revistas demoram, não chegam em todas as bancas e leva um tempo para conseguir todas. Ainda estou um pouco frustado de ter perdido a Aventuras Disney 42 de Janeiro… para meu consolo, este mês consegui todas:

Pato Donald, nº 2367, está bacana este mês, apesar da capa ter sido usado na faz muito tempo na extinta revista “os Sobrinhos do Donald”. São três histórias, a primeira da Itália por Laura e Mark Shaw, a segunda com os Escoteiros Mirim e Gastão e a última com a estrela da revista. 52 páginas por R$ 2,95. Mickey, nº 797, traz apenas 2 histórias. Dizem que as melhores histórias de aventura com Mickey são quando ele está de camisa. Que suas histórias onde ele é desenhado no clássico estilo de short detem a decepcionar, nesta edição a história principal é com Mickey de short. Os desenhos são medianos e a história não parece tão empolgante assim. Não que é passável este edição, mas a escolha poderia ter sido mais feliz. Continuo esperando por novidades para o número 800 da revista, espero algo especial. 52 páginas por R$ 2,95.

Aventuras Disney, nº 43, chega a conclusão da saga Ultra-Heróis, como eu perdi a edição passada graças a Editora Abril, não quero comentar sobre a conclusão. É minha forma de protesto. Tio Patinhas, nº 523, já parece bem melhor este mês apesar da capinha batida. Romano Scarpa é responsável pelos desenhos de 2 histórias desta edição, Willian Van Horn também contribui com 1 história para esta edição. Mac Money, da série Ducktales participa de uma outra história e a última da Itália com Carlo Panaro e Michele Mazzon tem desenhos do jeito que eu curto. Edição deliciosa. Amas as revistas por 84 páginas por R$ 4,95 cada uma.

Zé Carioca, nº 2332, traz algumas histórias de carnaval, mas no mesmo esquema que já se segue por alguns anos, só replubicações. Nesta edição não tem nenhuma história do meio da década de 90, período que eu mais gosto do personagem, que acabou ganhando um ar mais moderno e as histórias param de ser em barracões como favelas. 52 páginas de republicações por R$ 2,95.

E fechamos as 5 revistas deste mês. Gibiteca Disney ou Kingdom Hearts não foram lançados este mês de fevereiro. O jeito é esperar março…

Read Full Post »

Ontem dei um pulinho na cidade vizinha aqui e acabei achando a Disney Big, que graças ao duvidoso sistema de distribuição de HQs no Brasil, não chegou na minha cidade no fim de Dezembro. Esta HQ é uma edição especial com 300 páginas que a Editora Abril lançou no mês de férias e que serviria como um prelúdio para um novo título que deve chegar as bancas nos próximos meses, e que está sendo chamado de Gibiteca Disney e terá “quase” o mesmo formato da Disney Big.

Por que quase? Segundo informações na internet A Gibiteca Disney terá histórias temáticas como da clássica Disney Apresenta da década de 80/90. Já é a segunda ou terceira vez que a Editora Abril tenta reviver esta revista. O grande problema é que uma revista com 300 páginas, a R$ 13 com histórias de uma única tema não parece tão atraente assim como o trabalho que fizeram em Disney Big.

Com a revista em mãos pude conferir a seleção de histórias e digo que a escolha não poderia ser mais feliz. Achei que a revista teria apenas histórias com a temática Férias, por ter saido em Dezembro e ter sido exatamente esta a proposta na época, mas me enganei. A revista basicamente reuni num único volume praticamente tudo que há de bom nos quadrinhos Disney.

Pra começar há 3 histórias completas de Don Rosa, o pupilo de ouro de Carl Barks que desapareceu das publicações habituais da Editora no Brasil. De Volta a Trá-Lá-Lá, A Primeira Invenção do Pardal: Nasce o Lampadinha e Fugindo do Vale Perdido são obras primas de Carl Barks, apesar de serem republicações. Outros artistas consagrados também participam deste volume como Marco Rota, Paul Murry, Arthur Faria Jr., Ivan Saindeberg, Carlos Edgar Herrero, Tony Strobl, Massimo de Vita, Call Fallberg, Paul Halas, William Van Horn e muitos outros.

Tem histórias com o Tio Patinhas, Donald, Peninha, Mickey, Superpateta, Clube dos Heróis, Zé Carioca, Urtigão, Margarida, Pena das Selvas e Prof. Lodovico. Isso mostra a bandeja de personagens e variedades que o Universo da Disney em HQ pode oferecer. Histórias de aventuras, trapalhadas, mistério, paródias etc. O que é bem importante e talvez não deixe a Gibiteca Disney tão bacana quanto ela pode parecer.

Mas o jeito é esperar. A primeira edição já foi definida: Futebol. Não sei porque, mas em termos de temas, eu preferia muito mais a extinta Edição Extra que trazia temas bem mais interessantes como histórias com apenas um personagem em si [Metralhas, Maga Patalógica, Morcego Vermelho etc] ou com temas mais interessantes como Viagens no Tempo ou As Mil Faces do Peninha.

Read Full Post »

Como prometido ano passado, aqui, aí estão as HQs que a Editora Abril lançou este mês. Infelizmente a distribuição de tais revistas atualmente é bem precária em cidades do interior. Rodei mais de 15 bancas durante todo o mês de Janeiro aqui em Jacareí-SP e ainda assim faltaram 2 revistas para comprar. Fiquei sem. Triste. 😦

Vamos a listagem:

Pato Donald, nº 2366 está ótima em Janeiro, todas as histórias são de William Van Horn, que completa este ano 70 anos. O desenhista começou sua carreira em 1987, é criador do meio-irmão do Tio Patinhas, o Patusco, produziu muitas histórias baseado na extinta série animada Ducktales e ilustrou Cavalgando pela História, roteiro de Carl Barks. Vale a pena adquirir a revista. Preço R$ 2,95, 52 páginas. Pato Donald Férias, nº 1, é uma HQ especial lançada somente este mês, de férias [dã]. A revista só tem republicações com 3 histórias bacanas, incluindo uma de Marco Rota, O Segredo de Tut-Alegrin. São 36 páginas por R$ 1,50.

Tio Patinhas, nº 522, como sempre é a melhor revista Disney publicada atualmente no Brasil. 2 grandes aventuras, a primeira em Veneza tem 44 páginas. Belas ilustrações, histórias inéditas e muita aventura, como qualquer revista do Tio Patinhas tem que ser. São 84 páginas por R$ 4,95. Tio Patinhas Férias, nº 01, também mantém uma dinâmica bacana de histórias, a melhor é a última, de William Van Horn, apesar de que eu já havia lido ela na década de 90. Mais 36 páginas, por R$ 1,50. É Tio Patinhas suficiente para este mês.

Mickey, nº 796, uma grande aventura com 32 páginas e mais 2 histórias curtas do Pateta. A revista vem mantendo um excelente padrão de qualidade faz meses, anos se bobear. Sempre com boas aventuras, com enredos interessantes e o Pateta é um personagem que é bem aceito e diverte em praticamente todo o mundo. A Lenda dos Robôs Gigantes que abre a edição tem desenhos de Giorgio Cavazzano. 52 páginas, por R$ 2,95. Mickey Férias, nº 01, infelizmente não tem o fôlego da revista principal, e nem mesmo mantém a qualidade das outras revistas “Férias”. O problema são as 2 histórias brasileiras, feita na época em que o estúdio aqui já estava em estado de “cachorro morto”. Salva-se a história de Paul Murry no meio dela, mas é tão curtinha e precisa carregar a revista nas costas. 36 páginas por R$ 1,50.

Zé Carioca, nº 2331, continua saindo, mas o personagem já está morto, como mencionei mês passado. A revista tem apenas republicações de 4 ou 5 décadas do papagaio brasileiro. Particularmente, continuo comprando apenas para coleção, porque é comum topar quase que todo mês, com uma história que eu já tenha lido no passado. 52 páginas de antiguidade históricas, por R$ 2,95. Zé Carioca Férias, nº 01, segue o mesmo raciocínio da revista mensal, só republicações, mais nada a dizer. 36 páginas por 2 moedas, R$ 1,50.

Pronto… o que faltou?

Big Disney tem 300 páginas e custa R$ 12,95. Gostaria muito de adquirir a revista, mas nem vi cheiro dela pelas bancas aqui de Jacareí, uma pena mesmo. Pior ainda é o Aventuras Disney 42, com a terceira parte da saga Ultra-Hérois. Dureza viver em cidade do interior, depender de uma distribuição setorizada e ainda não exister um sistema de assinaturas para os colecionadores e fãs da HQ. Infelizmente. Fica meu protesto a Editora Abril, que a mesma distribuia melhor suas revistas pelo interior, que inclua uma loja online no site, se é que podemos chamar de site aquilo, e que não faça os fãs perderem edições assim…

Read Full Post »

A partir deste mês, além da checklist da DC que já disponibilizo aqui no blog, passarei a colocar também a checklist das principais edições dos quadrinhos Disney. São apenas 5 e como compro regularmente, dá para colocar aqui todo mês. Sempre depois do dia 10 de cada mês, porque é quando todas já estão nas bancas.

Aventuras Disney, nº 41, continua com a 4ª e 5ª parte da saga Ultra-Heróis. Enquanto a Tio Patinhas, nº 521, além de estar recheada de histórias de natal [Eu gosto!], a primeira história faz uma homenagem a primeira história do Tio Patinhas criada por Carl Barks, chamada Natal nas Montanhas. São 100 páginas por R$ 4,95, cada uma.

Mickey, nº 795, traz uma história natalina com 30 paginas e uma outra com 20 páginas. Só um adendo, a capa é enganosa, pois mostra Donald e Mickey. Cheguei a pensar que seria uma daquelas raras aventuras onde ambos atuam juntos. Mas que nada. Pato Donald, nº 2365, está melhor, com mais histórias, apesar de curtas, com tema de natal e ano-novo. Pena que a Abril ainda não criou coragem para aumentar o número de páginas destas revistas, que contém apenas 50 páginas. O preço de cada uma é de R$ 2,95.

Todas as 4 revistas acima contém histórias inéditas no Brasil, apenas as últimas 20 páginas de Aventuras Disney tem histórias clássicas republicadas.

Por fim, Zé Carioca, nº 2330, apesar da capa natalina traz apenas uma história de natal, feita pelo brasileiro Renato Canini em 1971. Infelizmente, na minha opinião, ZC acaba sendo a pior revista da editora nos últimos anos, já que sobrevive apenas de republicações, pois não são mais produzidas histórias do personagem desde o fechamento do estúdio da Disney no Brasil no fim dos anos 90. É um personagem quase-morto. Enfim, são 50 páginas por R$ 2,95.

Sempre que falo do fechamento do estúdio Disney aqui no Brasil fico chateado, pois as HQs criadas pelos brasileiros aqui tinham um grande reconhecimento internacional. Além de Zé Carioca, as produções dos artistas daqui faziam excelentes histórias com Biquinho e Peninha, do jornal a Patada, do Superpateta entre outros. Sem mencionar que ao fechar o estúdio, o Brasil fechou as portas para futuros talentos em HQs. Muitos brasileiros da época se mudaram para Dinamarca e Itália, onde mais se produzem histórias da Disney atualmente.

Read Full Post »

https://i1.wp.com/img512.imageshack.us/img512/9235/ad39an9.jpg Mais uma dica para os fãs ou para os marmanjos que cresceram lendo quadrinhos Disney. Não podia deixar de comentar que o gibi Aventuras Disney deste mês de Outubro traz seis histórias especiais de comemoração dos 60 anos de criação do personagem Gastão.

Gastão foi criado em 1947 pelo homem dos patos, Carl Barks, mas só foi publicada originalmente em 1948. Aventuras Disney 39 republica a primeira história do personagem mais sortudo da Disney e mais cinco histórias de várias décadas com o personagem atuando com vários personagens Disney, como Tio Patinhas, Zé Carioca e é claro, o Pato Donald. Duas das seis histórias são inéditas no Brasil. A revistinha tem grandes nomes por trás das histórias, seja no roteiro ou nos desenhos, como Carl Barks, Paul Murry, Romano Scarpa, Giorgio Cavazzano, William Van Horn entre outros. Aventuras Disney tem 84 páginas e custa R$ 4,95.

Mais uma recomendação!

Read Full Post »

Estou dando uma atualizada na minha coleção de HQs no Guia dos Quadrinhos e quando faço isso sempre adiciono algumas informações e capas de gibis por lá. Aproveito para repassar uma dica bacana por aqui. O gibi do Tio Patinhas este mês traz um arco de 6 partes no melhor estilo Ducktales. Uma daquelas clássicas histórias dele fugindo pelo mundo todo e a Maga Patalógika no encalço. Ainda não li, mas achei ótima a iniciativa da Ed. Abril de colocar o arco inteiro num só gibi. Tio Patinhas 519 está nas bancas (pelo menos no sudeste) e custa R$ 4,95.

O roteiro pelo arco é de Per Hedman, desenhos são de Wanda Gattino, com exceção da parte 3 que é desenhada pelo brasileiro Carlos Mota. A história veio da Dinamarca, que segue com maestria a escola de Carl Barks para a família pato. Os nomes das 6 histórias são: A carruagem fantasma, O ouro do alquimista, Ciranda na Holanda, A pedra viking, A força do destino. No fim da HQ tem um pequena entrevista com o desenhista Carlos Mota contando algumas curiosidades sobre essa saga.

Fica a recomendação!

Read Full Post »

https://i1.wp.com/img255.imageshack.us/img255/438/cb41qk1.jpg

Foi lançado esta semana a penúltima edição de O Melhor da Disney, as Obras Completas de Carl Barks – Volume 40. Esta edição custa R$ 16,95. Este volume só tem histórias do Tio Patinhas e dos Escoteiros-Mirins, algumas famossíssimas, como a de uma disputa por seivas de árvores. XD

Depoimento desta edição na contra-capa:

“Eu tinha 6 anos, ainda estava aprendendo a ler, quando ganhei de presente do meu pai a coleção Estorinhas de Walt Disney. Eram livrinhos quinzenais, acompanhados de um disquinho com a narração da história e algumas músicas. O que mais me marcou foi a edição número 25: O Natal do Tio Patinhas. Tio Patinhas não dava bola para a data, mas acabou mudando de idéia graças a um plano de Huguinho, Zezinho e Luisinho. Por causa daquela história, o Natal sempre foi uma ocasião muito importante para mim. Anos depois, descobri que aquele livrinho e tantos outros gibis que li foram escritos ou ilustrados por Carl Barks. Nunca esqueço a última frase dita por Tio Patinhas: O Natal é o melhor dos dias!”

Marcelo Duarte
Jornalista, apresentador do programa Loucos por Futebol da ESPN Brasil e Fanáticos por Futebol da Rádio Bandeirantes. É o autor da série de livros O Guia dos Curiosos

Puxa, está acabando e a Editora Abril ainda não se pronunciou qual será a próxima coleção de luxo da Disney, isso se houver.

Read Full Post »

https://i1.wp.com/img232.imageshack.us/img232/9276/pk03pt02yb3.gif 

OPA! Atrasou mas não falhou! Segue a conclusão da terceira edição da HQ do Superpato!

Qualquer problema com as scans favor reportarem.

Gostaria apenas de lembrar mais uma vez que a intenção desse material aqui no blog é realmente mostrar ao público a excelente iniciativa da Editora Abril em meados de 1998 e que devido as baixas vendas foi cancelado. Quero mostrar e dar conhecimento a esta série aqui no Brasil, com a esperança de que isso a torna um pouco mais famosa por aqui a ponto de que talvez a Abril possa reconsiderar a republicação não só das primeiras edições, mas da série completa, incluindo suas spin-off seguidas.

Para quem ainda não baixou e leu a 1ª e 2ª edição, favor acessarem este link:
https://portallos.wordpress.com/category/quadrinhos/projeto-spna/

SPNA – Ed.03 – Conclusão – Terremoto! Download!

SPNA – Ed.03 – 1ª Parte – Terremoto! Download!

Capa:
https://i0.wp.com/img149.imageshack.us/img149/1801/03wx3.jpg

Semana que vem já inicio a quarta edição!!

Read Full Post »

https://i0.wp.com/img90.imageshack.us/img90/6838/pk0301mq2.gif

Semana passada alguns contratempos impediram que SPNA desse continuidade aqui no blog. Mas hoje tudo está conforme o previsto e aqui está a primeira parte da edição de número 3!

Qualquer problema com as scans favor reportarem.

Gostaria apenas de lembrar mais uma vez que a intenção desse material aqui no blog é realmente mostrar ao público a excelente iniciativa da Editora Abril em meados de 1998 e que devido as baixas vendas foi cancelado. Quero mostrar e dar conhecimento a esta série aqui no Brasil, com a esperança de que isso a torna um pouco mais famosa por aqui a ponto de que talvez a Abril possa reconsiderar a republicação não só das primeiras edições, mas da série completa, incluindo suas spin-off seguidas.

Para quem ainda não baixou e leu a 1ª e 2ª edição, favor acessarem este link:
https://portallos.wordpress.com/category/quadrinhos/projeto-spna/

SPNA – Ed.03 – 1ª Parte – Terremoto! Download!

Capa:
https://i0.wp.com/img149.imageshack.us/img149/1801/03wx3.jpg

Vocês notarão que o traço do desenho mudou um pouco. Eu já não gostei muito dessa arte, mas felizmente na 4ª Edição o traço muda e melhorar MUITO! Alias a quarta edição é a que tem uma das melhores histórias do material publicado aqui. E já sabem, semana que vem a conclusão da história de hoje!!

Read Full Post »

Hoje eu apenas vou anunciar, mas o projeto irá começar em breve. Faz algum tempo que tive essa idéia, entretanto só agora deu vontade de executar. Como até então eu apenas participava do site NGM, e como lá, só falamos de games e postar num forum com o tempo cairia no esquecimento, o blog com seus sistema de arquivo é a melhor chance de executar minha idéia.

Aproveito que está na moda entre blogs brasileiros tirar scans de revistas antigas de videogame e entro na rodinha, mas de maneira alternativa. Não, não iremos ficar scaneando revistas de games velhas, até porque nem tenho. Não é nada relacionado com games, também. Mas com HQs.

Em 1998, a Editora Abril fez um teste de mercado e lançou uma HQ Italiana aqui no Brasil. Só tivemos 6 edições aqui. O mercado já era fraco nessa época. Bem vou revelar a revista ao invés de ficar fazendo suspense:


“Muito antes das revistas Marvel e DC ganharem formato americano pela Panini, esta HQ foi lançado pela Abril em tal formato, que ira impensável na época. O Wiimote está apenas para mostrar que ela nada se parece com um gibizinho da época, naqueles formatinhos que existem até hoje para as histórias Disney.”

SPNA – Super Pato: Novas Aventuras.Não julgue ainda!!!  Faz algum tempo (anos) que fiz esta pesquisa, mas ainda me lembro de algumas coisas. A Itália, caso vocês não saibam, é um dos países onde os quadrinhos da Disney mais vendem, onde a popularidade é de impressionar e se orgulha. Não é a toa que de lá sai 80% do material em HQs Disney do mundo inteiro. 

A HQ SPNA não foi criada para atingir a linha infantil, e sim os Jovens, a revista competia com heróis da Marvel e DC. Ela estourou de sucesso na Itália. Agora eu não me lembro, mas esta ousada série durou anos e dezenas de edições por lá.

E a HQ ousava de tantas maneiras como você pode imaginar. Primeiramente ela não continua os personagens habituais do Universo dos Patos. Sim, não tem Huguinho, Zezinho e Luisinho, Margarida, Gastão, Vovó Donald e mais inúmeros familiares. A HQ era sobre Donald e sua face heróica. Com o tempo alguns personagens fizeram aparições especiais. Tio Patinhas aparece em uma única página das 6 edições brasileiras, apesar de ser citado algumas vezes.

Nem Patópolis é a Patópolis dos quadrinhos infantis. Todo o enredo se passa no futuro, século XXIII.

Toda a história do Superpato é recriada, um novo universo, novos protagonistas e principalmente, histórias com qualidade supreendende são feitas. Não é mais aquela historinha de que o Pardal faz as bugigangas do herói, alias nem bugigangas Superpato tem. História futurista tem que ter armas do futuro e muito tecnologia.

E não espere coisas bobinhas, o universo de SPNA é regado de muita ficção científica, de muito suspense, de muita ação e aventura, invasões alienígenas, e é claro humor saúdável. Mas o barato da história realmente é o suspense com muitos personagens. Nem vou me arriscar a contar, pois muito em breve os leitores do Portallos poderão ler esta relíquia aqui. Publicarei as 6 edições brasileiras. Provavelmente uma por mês.

Não julguem porque se trata de Disney, Donald ou Patos… as histórias fazem bonito e realmente batem de frente com muita HQ de ação que vemos por aí. Uma pena que a Abril tenha desistido do material no Brasil. De ano em ano eu monto um e-mail especial e peço a eles que voltem a publicar, cheguei até conseguir que entrasse em pauta com os editores, mas nunca fui além disso.

Bem espero que curtam a novidade e ficam com as 6 capas das edições brasileira, vale a pena ver a arte delas, clique em “more”:

(mais…)

Read Full Post »

Chegou essa semana nas Bancas o volume 34 das Obras de Carl Barks. Como não achei na internet a imagem desta edição numa qualidade e tamanho razoável, eu tirei uma foto da minha edição:

Neste volume, quem presta um depoimento as obras na contra-capa é Evandro Mesquista:

“Não consigo lembrar quem veio primeiro… o Donald animado ou o dos quadrinhos. Mas ele acompanhou minha infância me ensinando a decifrar códigos visuais em histórias que mexiam com sentimentos que eu nem conseguia dar nomes.
Viajei com o pata além da imaginação. E me embrenhava em florestas, seguia em viagens transatlânticas, desembarcava em ilhas com tribos selvagens.
Fui apresentado há pouco tempo à fera das feras que é Carl Barks. Muito prazer, Carl! Queria poder dizer a você que, mesmo sem saber, também fui seu fã. Com orgulho, coloco-o na categoria dos metres inesquecíveis.”

Evandro Mesquista
Ator, músico e autor do livro Xis-Tudo

Lembrando pessoal que a coleção está na reta final. Ela acaba na edição 40. 40 volumes só com histórias de Carl Barks é um marco histórico para os quadrinhos brasileiros. Temos que ser grato pela Editora Abril ter cumprido sua promessa de publicar estas obras do começo ao fim!

Read Full Post »