Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Hal Jordan’

Sensacional. Finalmente uma aventura solo com os Lanternas Verdes:

Ainda este ano em DVD! Aqui no Brasil ainda não tem data de lançamento. Mês que vem chega oficialmente por aqui a animação da Mulher-Maravilha.

Read Full Post »

Sinopse Panini: A Guerra dos Anéis chega a seu momento mais dramático e intenso, com ambas as tropas lutando ferrenhamente no campo de batalha que se tornou nosso planeta! Sacrifícios serão feitos, vidas serão perdidas… e nada mais será como antes! E o novo detentor do poder de Íon passará por seu maior teste! E ainda: conheça todo o passado do garoto que veio a se tornar uma das maiores ameaças do universo… o Superman Primordial!

Eu li:

Contos da Tropa Sinestro – No coração do Sol: A Guerra continua de forma devastadora na Terra. A primeira história da revista traz como protagonista o Superman Primordial, o vilão de Crise Infinita. A história traz uma recapitulação do personagem, sua origem, o que aconteceu com ele em Crise e como ele se envolveu na Guerra dos Anéis. Enquanto isso, os heróis da DC tentam a qualquer custo deter o vilão, enquanto ainda é noite, pois quando amanhecer, o sol da Terra irá devolver todas as forçar ao Kryptoniano. Mas todos falham e a história terminar com o Íon, que agora é Sodam Yat, tendo que encarar o pequeno desgraçado.

Tropa dos Lanternas Verdes – A Guerra dos Anéis, Capítulo 10 – Cai o Pano: A porrada continua comendo solta na continuação da história acima, mas desda vez é apenas entre Íon e Superman Primordial. As páginas são intensas, com sangue para todo lado e uma batalha mortal. Sodam é infectado com chumbo, o que é mortal para sua raça, mas isso não lhe afeta enquanto estiver usando os poderes de Íon. A história também conta um pouco do passado de Sodam, antes dele virar um Lanterna. Mas você acha que ele consegue dar conta sozinho do Superman Primordial? Bem, em alguns momentos a gente quase acredita que sim, mas no fim, Íon cai. Os Lanternas da Terra chegam ao resgate!

Lanterna Verde – A Guerra dos Anéis, Capítulo 11 – Surge a Lanterna Negra: A Guerra chega ao seu fim de forma fenomenal! Primeiro são os desenhos que parecem saltar das páginas da revistas, são dezenas de Lanternas Verdes e da Tropa Sinestro se matando páginas após páginas. Os heróis regulares da DC até surgem aqui e ali, mas o maior foco é da Tropa de Hal Jordan, decisão mais do que acertada dos roteiristas. O final da saga também revela um pouco sobre o que é a Noite mais Densa, a profecia apocaliptica do livro de OA. Conta que sete Tropas irão surgir, sete anéis, sete cores. E a guerra entre estas Tropas serão desesperadoras. Se a Tropa verde com a amarela causou esta saga, imagine o que sete tropas distintas fariam com o universo inteiro. Já que nem todas as tropas lutariam por justiça. A Guerra acaba-se dividindo em 2 focos, Hal Jordan e alguns Lanternas contra o Sinestro e todos o resto contra o Anti-Monitor, a entidade que destruiu todo o multiverso da DC na década de 80. A batalha contra Sinestro é cruel também, mas Hal consegue derrotá-lo. Mais difícil é a batalha contra o Anti-Monitor, os heróis fazem de tudo mas muito pouco tem efeito contra a entidade. Numa reviravolta inesperada Superman Primordial surge, soca até não poder mais o Anti-Monitor e após despedaça-lo, arremessa-o as sobras no espaço. E o que acontece com o vilão psicótico? Superman Primodial erra ao entrar numa briga contra um Ancião de OA, que sacrifica sua própria vida para pulverizar o jovem vilão. Superman Primordial finalmente está morto?! Com a destruição do Anti-Monitor, com a derrota de Sinestro, a tropa amarela, ou o que sobrou dele, bate em retirada. A Guerra acabou. As páginas seguintes servem para mostrar os destinos de alguns personagens. Superman Primordial não morreu, mas foi jogado no Multiverso e veremos o que isso resultará nas páginas de Contagem Regressiva. Sinestro foi aprisionado. Os 2 Anciãos expulsos de OA por violarem algumas regras durarem edições passadas criam o Anel Azul, o da Esperança. Uma nova Tropa pode vir a surgir dessa nova cor. O Superman Ciborgue, que queria muito morrer, não conseguiu a triste meta, mesmo que lhe tema sobrado apenas um pedaço de sua cabeça vagando pelo espaço. E o Anti-Monitor? Isso sim é desesperador. A entidade cai em algum lugar do espaço e cria a Lanterna-Negra, que será pauta a próxima saga da revista em 2010, os anéis negros que podem trazer os mortos a vida. O_O

No fim a Guerra dos Anéis se tornou uma das melhores sagas desde que passei a ler as histórias da DC, a uns 4 anos atrás. A trama trouxe muitos bom personagens, ótimos vilões, excelentes desenhos. Não teve nada de negativo nesta saga. Se você não leu, perdeu uma obra-prima.

Sinopse Panini: Considerado por muitos como uma fraude, o Gladiador Dourado está de volta, almejando uma vaga na maior equipe de super-heróis da Terra: a Liga da Justiça! No entanto, antes de conseguir o seu intento, ele terá que reparar a linha temporal e deter um adversário misterioso que pretende matar todos os heróis. A Guerra dos Anéis acabou… é hora de curar as feridas e reparar os danos. E ainda: dois contos da Tropa Sinestro!

Eu li:

Contos da Tropa dos Lanternas Verdes – Íon, O maior dos Lanternas Verdes: A Guerra acabou. É chegada a hora de amarrar as pontas soltas que a mega Saga abriu. A primeira história trata de oficializar definitivamente Sodam Yat como novo Íon. Kyle também conversa com os Guardiões sobre tal situação e até mesmo ajuda o novo Íon. Uma história bem simples de passagem entre uma fase para outra no universo dos Lanternas Verdes. Nada demais.

Tropa dos Lanternas Verdes – Luz da Liberdade: Agora sim a conclusão da saga de uma forma mais abrangente. Temos praticamente o desfecho de todos os Lanternas importantes. Guy reencontrando Gelo, que voltou a vida numas edições passadas em Novos Titãs, Kilowog em Mogo, Natu no hospital curando os Lanternas feridos e por aí vai. O mais bacana é ver no fim um Lanterna de Sinestro morrendo e Mongul adquirindo o anel amarelo. Ho ho ho, aí vem um grande adversário para a Tropa.

Contas da Tropa Sinestro – Uma vez grandioso, grandioso novamente: Uma pequena histórinha para tapa-buraco na revista, mas muito interessante, contando a origem de Sinestro e dos tempos em que ele e Hal Jordan eram amigos. Como um promissor Lanterna acabou virando um perigoso inimigo. Vale a pena para quem não conhecia a história.

Contas da Tropa Sinestro – O medo é o choro de uma criança: A segunda histórinha é menor importante, mas ainda assim bem narrada, mostrando um Lanterna de Sinestro que mata filhos de Lanternas. Temeroso no mínimo. E ao que tudo indiga, este não foi capturado na conclusão da Guerra e está entre os que fugiram para o espaço.

Gladiador Dourado – Origens Secretas, Capítulo 1: E a revista do Lanterna Verde a parte desta edição ganha uma grande adição, Gladiador Dourado chega com um enredo muito promissor, direto das páginas de 52. Gladiador novamente está tentando ser um heroi reconhecido, talvez até seja aceito na nova Liga da Justiça. Porém Skeets, a maquina que sabe tudo sobre o futuro, passou a notar distúrbios temporais. Alguma coisa está alterando o presente do Universo DC. Rip Hunter, o mestre do tempo, resurger novamente para o Gladiador. O Multiverso está sendo alterado por algum ser desconhecido e os herois precisam novamente se reunir e encontrar as fendas temporais e consertar os estragos. Isso explica porque o Gladiador meses atrás aparecia em várias revistas da DC de personagens diferentes e épocas diferentes, para fazer isso ou aquilo. Até no século 31 da Legião ele foi. A revista promete contar as aventuras do heroi pelo tempo! Demais! Neste primeira parte ele descobre que se não ajudar Rip Hunter, Hal Jordan morrerá futuramente. Uma bela maneira de incentivar Gladiador a se juntar nesta aventura. E mais uma coisa, O Gladiador ainda promete que após tudo isso, fará o possível para trazer a vida, o Besouro Azul, o personagem que foi o pilar para toda a Crise Infinita da DC nestes 3 anos… Wow!

Read Full Post »

Sinopse Panini: O conflito entre as duas facções assume proporções ainda mais violentas. Enquanto Hal Jordan combate Kyle Rayner sob o domínio de Parallax, Mogo, o planeta Lanterna, encara a ameaça de Ranx, a cidade sapiente, e Kilowog se vê frente a frente a Arkillo, o sanguinário integrante da Tropa Sinestro!

Guerra dos Anéis, capítulo 4 – Fugindo do Medo: A guerra continua na melhor revista/saga da DC dos últimos anos. Realmente fiquei muito empolgado com tal momento para a Tropa dos Lanternas Verdes. Hal Jordan cara a cara com Íon mais a Tropa Sinestro. Lembrando que Íon agora está possuido por Parallax. A guerra começa a tomar suas fronteiras. O reforço chega para ajudar Hal. Enquanto isso pelos fundos, Superciborgue, Superman Primordial e Anti-Monitor está se mexendo como peças num tabuleiro de xadrez. Nova missão em meio ao caos? Resgatar os Lanternas terráquios, capturados na edição passada: Guy Gardner e John Stewart!

Guerra dos Anéis, capítulo 5 – A Batalha por Mogo: Em outro fronte de batalha, o planeta Mogo, guia espiritual dos novos recrutas lanternas, não pode cair! São páginas e mais páginas de porradas entre lanternas e sinestros. Kilowog liderando tudo! Sensacional a arte desta revista, com dezenas e mais dezenas de personagens, explosões e efeitos especiais! Enquanto isso Soranik Natu resolve se juntar a guerra, deixando-o seu planeta. Vale ficar atento também na atuação de recruta Sodam Yat, pois ele também terá papel importante no futuro, obviamente. Enquanto isso os Guardiões de OA decidem reescrever o Livro de OA com medo de que a tropa caia definitivamente pela guerra!!

Guerra dos Anéis, capítulo 6 – Quebrando as Regras: Este capítulo continua de onde parou o numero 4, com Hal Jordan liberando seus amigos lanternas. Sem poder Hal se apodera de anéis da Tropa Sinestro alegando que isso não o afetará. Chocante! Mais batalhas, Guy quase sendo morto e a guerra agora tem um novo alvo: O planeta Terra!!

Guerra dos Anéis, capítulo 7 – A Batalha de Ranx: A batalha por Mogo se intensifica. A Tropa irá perder o planeta. Não há como combater um inimigo que pode usar força letal para matar enquanto os anéias dos lanternas verdes não permitem. Isso até que os Guardiões decidem reescrever o livro de OA, onde estão as regras de uso dos anéias. De repente, quando tudo está perdido, todos recebem um aviso “Força Letal Autorizada”. Ho ho ho, e agora? Heróis podem matar? Força letal era desnecessário, o que acontece quando a polícia do universo tem autorização para matar? Agora sim as consequencias e os atos são complexos e dão ao enredo o toque de seriedade que ele precisava. Mogo não cai, a tropa vence, mas a que custo? O que isso significa para o futuro?. Nesse meio tempo Hal Jordan comiga a Kilowog, “O Alvo de Sinestro é a Terra!!

Sinopse Panini: A batalha entre as duas tropas chega à Terra, com conseqüências simplesmente devastadoras. Enquanto Liga, Sociedade da Justiça e outros superseres confrontam as forças de Sinestro, Hal Jordan tenta livrar Kyle Rayner da influência de Parallax. Mas pode ser que nem todos os lanternas verdes do universo consigam deter a ameaça do… Antimonitor. De quebra, confira contos focados no Superciborgue e no parasita amarelo.

Guerra dos Anéis: Parallax – Terrível Simetria: Uma pequena pausa na grande saga para mostrar a batalha mental que Kyle Rayner trava contra Parallax, que tomou seu corpo. Mesmo brecando o intenso enredo da saga, a história é excelente. Surreal e didática, já que conta um pouco da história de Kyle até chegar nesse momento exato do presente. Suas paixões, sua morte e porque afinal de contas Parallax consegue dominá-lo tão fácil. No fim, uma luz? Esperança…

Guerra dos Anéis: Superciborgue – A Morte de um Ciborgue: Para mim, esta história foi realmente muito importante. Como sou leitor novato na DC, não conhecia a origem do Superciborgue. Como ele surgiu, como ficou isolado e o que afinal ele quer? Devo admitir que a sua origem é complexa demais, o quanto Superman é responsável pela morte de seus amigos e pelo seu estado imortal. Heróis também podem errar assim? Depois de metade da história como recapitulação útil, a Guerra dos Anéias chega com tudo na Terra. A estação espacial da Liga cai! Superman vs Superciborgue em Nova York. Estátua da Liberdade destruia e Superman derrotado. UAU!

Guerra dos Anéis, capítulo 8 – Invasão!: Mas não vamos nos apressar, capítulo 8 da saga, momentos antes da invasão da Tropa Sinestro. Aqui sim tudo em detalhes como aconteceu. Lanternas de todos os lugares do universo chegando ao planeta. Todos os heróis do Universo DC sendo envolvidos numa guerra interplanetária Íon a segundos de matar toda a família de Hal Jordan, Parallax consumindo novamente Hal. São acontecimentos demais para poucas páginas. Superboy Primordial, aquele que matou Connor Kent no fim de Crise Inifinita, de volta a Terra! E por fim, uma vitória, Hal Jordon e Kyle Rayner vencem seus medos e são liberdados de Parallax!

Guerra dos Anéis, capítulo 9 – Fim de Jogo: A nona parte tem mais ação, mas ainda assim acontecimentos importantes. A revanche de Kilowog sobre Arkillo da Tropa Sinestro, mostrando que não precisa de força letal para chutar a bunda de um vilão. Anti-Monitor, responsável pela destruição do Multiverso na primeira Crise Infinita anos atrás, chegando a Terra. E Sodam Yat numa batalha feroz com tal ser e tudo isso para no vim ele virar o novo Íon da Tropa! Próxima edição: Íon vs Superman Primordial.

Read Full Post »

Sinopse Panini: Ele é conhecido como o maior Lanterna Verde de todos os tempos! Agora, Hal Jordan e seus companheiros da Tropa vão encarar o maior desafio de suas vidas… Começa a Guerra dos Anéis! Acompanhe esta incrível batalha na nova revista mensal

A Guerra dos Anéis: Prólogo – O Segundo Renascimento: Sinceramente? A melhor revista e a melhora saga do ano de 2008! O prólogo já mostra que a saga dos aneís não é brincadeira e veio para alterar o universo dos Lanternas-Verdes. Tem elementos de sobra de tudo que vinha acontecendo há meses no Universo DC. Sinestro conseguiu forma uma tropa de Lanternas com anéis amarelos, podendo utilizar força letal – são vilões oras -, coisa que os Lanternas-Verdes não podem. Temos Íon sendo capturado e virando um novo vilão ao se misturar com Paralax, aquela mesma criatura que por anos retirou Hal Jordan do universo DC. Temos o Superboy primordial assassino e psicótico, aquele que matou um monte de heróis em Crise Infinita, incluindo Connor Kent, fugindo da prisão de OA – assustador isso inclusive. E temos lanternas-verdes morrendo aos montes logo no prólogo. E para a coisa ficar mais aterrorizante, Anti-Monitor, aquele que destruiu o multiverso e Superciborgue, são aliados da nova Tropa Sinestro. Sinceramente, uma saga arrasadora, com belíssimos desenhos, muita ação e que é impossível de achar que não vai causar grandes reformulações no Universo de OA, da Tropa dos Lanternas e do Universo inteiro da DC.

A Guerra dos Anéis: Capítulo 1 – Medo & Desprezo: A batalha no Prólogo foi violenta e trouxe inúmeras baxias, além da perde de Kyle da tropa. Os guardiões de OA começam a discutir uma profecia antiga que mostra o fim da Tropa. Hal Jordan recebe a missão de juntar o grupo de lanternas que sobraram vivos e partir para Qward, QG da Tropa Sinestro para regastar Kyle. Hal Jordan vs Íon-Paralax, ho ho ho, momento empolgante.

A Guerra dos Anéis: Capítulo 2 – Tempestado no Horizonte: A batalha pela extinção da tropa segue por todo o espaço. Os desenhos de lanternas sendo mortos e destroçados é de arrepiar. Enquanto isso, em Korugar, terra natal de Soranik Natu, Lanterna-Verde e de Sinestro, ambos se encontram para uma batalha na qual Soranik não pode vencer. Em paralelo Stel e Homem-Verde, outros lanternas famosos seguem rumo a Mogo, o planeta lanterna que de forma alguma pode ser destruido – senão a tropa cairá em ruína. E Kilowog finalmente parte de OA com seu grupo para GUERRA!!

Sensacional!!! A Melhor revista do ANO de 2008!! Amanhã, coloco no ar o review da segunda edição!

Read Full Post »

Sinopse Panini: Edição especial comemorativa! Superman & Batman: o ataque repentino a uma plataforma espacial mostra ao Homem de Aço como seria enfrentar os…Novos Titãs! O Bravo e o Audaz ganha uma nova casa, com a republicação da primeira história da série e a continuação de Os Donos da Sorte! E mais: A estréia de Canário Negro!

Superman & Batman – Luz Negra: O Dr. Luz ganhou desde Crise de Identidade importancia no universo DC, pena que depois da premiada e elogiada saga, o vilão não teve bons momentos e nem foi colocado sobre situações interessantes pelos roteiristas da DC. Aqui temos uma história meio sem pé e nem cabeça. No final de tuda essa coisa horrorosa de história, um misterioso vulto recruta o vilão e um recado de que só saberemos quem é e para onde o Dr. Luz, nas edições da revista Liga da Justiça. Lamentável. A pior coisa do mix.

Canário Negro – Vivendo em Pecado, Parte 1: O melhor dos mix, acabou sendo as duas história da Canário, que está prestes a casar com Oliver Green, o Arqueiro-Verde. Lembranças de uma aventura de quando ambos se conheceram. Mas toda a primeira parte envolve a preocupação de Dinah em aceitar o pedido e de situar Sin, sua filhinha adotiva (isso ocorreu meses atrás e foi por isso que Dinah abandonou a Aves de Rapina).

Canário Negro – Vivendo em Pecado, Parte 2: A segunda parte da história é vista pelo angulo do Arqueiro-Verde, com mais uma história do passado do casal. Sin em sua nova escola está segura. Pelo menos é o que todos acham até Merlyn a raptá-la. As histórias envolvem o leitor e a batalha de Sin na segunda parte é de impressionar, mostrando que a pequeninha é muito mais do que uma criancinha indefesa. Pena que a continuação só na próxima edição.

O Bravo e o Audaz – Os donos da sorte: Roleta, Parte 1: Uma republicação de uma história que apareceu em Melhores do Mundo Nº12. Com o cancelamento da revista, a Panini jogou a nova série em S&B. O que eu disse em questão sobre história quando fiz o review de MM12: “O Bravo e o Audaz – Os Donos da Sorte, Parte I: UAU, sensacional a nova série que a Panini trouxe ao mix MM!! A cada história 2 heróis do universo DC trabalhando juntos! A primeira parte desta história acontece com Batman e Hal Jordan, o Lanterna Verde. A história é até interessante, com um mesmo cadáver aparecendo em vários pontos da Terra. Todos iguaizinhos. Depois de uma batalha na Batcaverna, a caçada a esse mistério migra para Las Vegas! No fim a primeiro parte termina sem muita a ser explicada. Mas acaba levando Jordan ao espaço a um planeta chamado Ventura. Supergirl e Lanterna Verde na próxima edição!”

O Bravo e o Audaz – Os donos da sorte: Ventura, Parte 2: Depois de 3 meses esperando, O Bravo e o Audaz está de volta. A continuação não deixa a peteca cair e tras uma história divertida, bem desenhada e cheia de ação envolvendo Hal Jordan e a Supergirl em uma aventura nos confins da galáxia. Gostei, principalmente porque tem alguns momentos em que a história consegue supreender o leitor e o final é tão bom quando a primeira história. A próxima terá o Besouro Azul e Batman como protagonistas. Hal Jordan continua perseguindo o ladrão de um artefato extremamente perigoso – roubado na primeira história -, porém Supergirl acabou ficando presa no planeta Ventura.

Read Full Post »

https://i2.wp.com/www.paninicomics.com.br/img/collanaNews/1934.jpg

Sinopse Panini: A espetacular estréia de O Bravo e o Audaz, de Mark Waid e George Pérez! Com a prisão da Mulher-Maravilha e o retorno de Hipólita, estão plantadas as sementes para o início de uma guerra! Flash: a Galeria de Vilões desfere uma investida mortal contra o Velocista Esmeralda! E ainda: Legião dos Super-Heróis!

Eu li:

O Bravo e o Audaz – Os Donos da Sorte, Parte I: UAU, sensacional a nova série que a Panini trouxe ao mix MM!! A cada história 2 heróis do universo DC trabalhando juntos! A primeira parte desta história acontece com Batman e Hal Jordan, o Lanterna Verde. A história é até interessante, com um mesmo cadáver aparecendo em vários pontos da Terra. Todos iguaizinhos. Depois de uma batalha na Batcaverna, a caçada a esse mistério migra para Las Vegas! No fim a primeiro parte termina sem muita a ser explicada. Mas acaba levando Jordan ao espaço a um planeta chamado Ventura. Supergirl e Lanterna Verde na próxima edição!

Flash – Velocidade Máxima: A saga de Bart Alen como Flash realmente parece que está culminando para seus momentos finais. O herói revela sua identidade secreta ao chefe da Polícia, é encurralado pela galeria dos vilões, perde a força de aceleração e vê o Flash Negro, que segundo reza a lenda, todos os Flash veem quando estão perto da morte. Não imagino essa sega terminando com um final feliz. As conseguências devem ser desastrosas.

Supergirl e a Legião dos Super-Heróis: Uma história esquisita da Legião, mostrando  o lado da guerra pela visão de um Domínion, como ele planejou tudo da maneira que ele queria e que apesar de tudo, os Domínions devem perder ela. Estranho. Mais estranho ainda é a participação do Gladiador Dourado num flashback e ainda citando 52… na próxima edição o fim da invasão Domínion.

Mulher Maravilha – Amor e Morte, Parte III: Estranho, não lembro da Mãe de Diana estar morta. Será que isso aconteceu faz muito tempo? Como venho acompanhando a DC de uns 2 anos para cá, não sou um expert em todas as sagas e histórias dos heróis. Em todo caso Circe reviveu a mãe de Diana e as Amazonas declararam guerra ao mMundo dos homens. O_O Pois é, em Julho começa a saga O Ataque das Amazonas em 3 partes numa minisséria avulsa. Parece ser uma boa saga para se somar a saga Guerra dos Anéis que tambem começa em julho. Mais o fim de 52 e o início de Countdown. A linha DC está promissora em Julho para os brasileiros. Enquanto isso, a Mulher Maravilha foge de sua prisão no Deparetamente de Meta-Humanos com o auxílio de sua parceiro, que alias tem uma boa química com ele a xavecando a cada 5 quadrinhos.

Read Full Post »

Quem precisa dormir? Vamos seguir com os post da Madrugada Coruja no Portallos XD

Sinopse Panini: Universo DC 12: veja a Sociedade e a Liga enfrentando Doutor Destino no Arkham e, Liga da Justiça 67, acompanhe a busca por outros legionários desaparecidos! Lanterna Verde: para salvar Carol Ferris e a Vaqueira, Hal deverá fazer o inesperado! E ainda: LJA Arquivos Confidenciais!

Eu li:

Lanterna-Verde – O Mistério da Safira-Estrela, Conclusão: Quando tudo parecia que ia dar mal para Hal ou uma de suas garotas no fechamento deste arco, eis que ele acha a saída perfeita, um beijo em sua inimiga. XD Sacanagem fazerem isso, a safira é ativada agora por um simples beijo? Legal mesmo ver no fechamento do arco, as Amazonas de OA admitindo que a Safira como fonte de poder ainda não está num formato ideal, ainda mais grudando na testa do usuário. Melhor ver elas forjando um anel rosa e admitindo que o Livro de OA talvez ajude esse pequeno detalhe. A página dupla com as Lanternas de força de cores rosa, verde e amarela só dão aquele prelúdio do que começa na próxima edição. A Guerra dos Anéis finalmente vai começar! Tropa Sinestro e a aclamada série nos EUA que vai reinventar os Lanternas-Verdes!! Ah de bônus, mais um continho da Tropa Sinestro. Nada de mais nesta.

Liga da Justiça Classificada – Kid Amazon, Conclusão: Fala sério, kid Amazon já havia começado cheia de clichês, com a Liga não querendo enfrentar o pobre rapaz (robô) porque achavam que ele poderia pender para o lado do bem. No fim sabemos que nada disse deu certo, mas o fato de Kid Amazon conseguir absorver personalidades além dos poderes da Liga foi a gota d’água. No fim o cara se explode com tantos conflitos que os integrantes da Liga têm. Claro que essa aventura se passa antes de Crise Infinita e é lógico que já cansamos de ver estes atritos, afinal, foi isso que gerou a extinção da Liga por 1 ano.

Liga da Justiça Classificada – Fantasma de Marte, Parte 1: A histórinha aqui é mais bacana. Contam a Origem do Caçador de Marte, J’onzz J’onzz, Ajax para a velha guarda DC. Como ele chegou a Terra. Como conheceu o Superman e como conheceu a Liga. Bacana e com uma boa reflexão manjada já nos quadrinhos de que os humanos são seres racistas por natureza e a dificuldade que temos para aceitar pessoas diferentes de nós.

Liga da Justiça e a Sociedade da Justiça – A Saga do Relâmpago, Parte 3: O pato dos ovos de ouro do mix com certeza.  A LJA e SJA continuam em busca dos Legionários perdidos em nosso tempo. Vão até Congo na Africa atrás do Lobo Cinzento. Ver o diálogo-flerte de Roy e da Moça-Gavião é bacana, mais ainda é saber que a Poderosa teve um caso com o Gavião Negro no ano perdido da DC. O fim da história é inesperado, o que diabos a Legião quer? Serão eles traidores? Crise Intermediária também é citada, claro que sabemos que a DC trará daqui um ano na cronologia brasileira a Crise Final. Mais legal ainda é uma fala da HQ do Gavião Negro que diz: “Eu viajei pro futuro durante 4 mil anos. As pessoas só voltam ao passado com um objetivo: Mudá-lo.” E que venha a continuação dessa excelente saga na Universo DC que já está aqui do meu lado. \o/

Read Full Post »

Older Posts »