Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Review’

Bem, aí está um game que não me interessa muito. Em meio a tantos shooters atuais, fica dificíl querer jogar todos, ainda mais estamos no Brasil e tendo que importar. Mas nem por isso F.E.A.R. 2 é um game ruim, pelo contrário, parece estar ótimo pelo review feito pela Gametrailers. Confira abaixo:

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

F.E.A.R. 2: Project Origin já foi lançado e é um game para X360, PS3 e PC.

Read Full Post »

Terminar um RPG, para mim, é sempre algo de muita alegria. Eu demoro demais para fechá-los. Eternal Sonata é um dos muitos games em que havia começado em 2008, mas não havia terminado. Felizmente, ontem, tomei coragem e fui até o fim da aventura. Infelizmente nem tudo é só alegria, um final arrastado, confuso e incompleto, não ajuda muito a recomendar um game que tem mais problemas do que deveria. Continue após o “mais” e descubra o que tem de errado com Eternal Sonata:

(mais…)

Read Full Post »

Review: Fallout 3 [Xbox 360]

Mais um review estreando no blog. Fallout 3 é um dos grandes lançamentos do ano de 2008. Esperado por muitos desde seu anuncio, revitalizando uma franquia um tanto antiga [Fallout 2 é de 1998], dando-lhe nova roupagem para a geração atual. Nas mãos da excelente produtora Bethesda, o game não podia decepcionar. Ou poderia? Clique em “mais” e veja o review!

(mais…)

Read Full Post »

A série Castlevania já possui dois ótimos jogos para o Nintendo DS: Dawn of Sorrow, continuação para o aclamado jogo de GBA Aria of Sorrow e Portrait of Ruin que também foi bem aceito pela mídia e pelos fãs. Com dois sucessos já estabelecidos no portátil da Nintendo, será que Order of Ecclesia conseguiu superar as expectativas dos fãs e da mídia ou será a primeira grande bomba da série no DS? Clique em more para descobrir. (mais…)

Read Full Post »

Sinopse Panini: Ele é conhecido como o maior Lanterna Verde de todos os tempos! Agora, Hal Jordan e seus companheiros da Tropa vão encarar o maior desafio de suas vidas… Começa a Guerra dos Anéis! Acompanhe esta incrível batalha na nova revista mensal

A Guerra dos Anéis: Prólogo – O Segundo Renascimento: Sinceramente? A melhor revista e a melhora saga do ano de 2008! O prólogo já mostra que a saga dos aneís não é brincadeira e veio para alterar o universo dos Lanternas-Verdes. Tem elementos de sobra de tudo que vinha acontecendo há meses no Universo DC. Sinestro conseguiu forma uma tropa de Lanternas com anéis amarelos, podendo utilizar força letal – são vilões oras -, coisa que os Lanternas-Verdes não podem. Temos Íon sendo capturado e virando um novo vilão ao se misturar com Paralax, aquela mesma criatura que por anos retirou Hal Jordan do universo DC. Temos o Superboy primordial assassino e psicótico, aquele que matou um monte de heróis em Crise Infinita, incluindo Connor Kent, fugindo da prisão de OA – assustador isso inclusive. E temos lanternas-verdes morrendo aos montes logo no prólogo. E para a coisa ficar mais aterrorizante, Anti-Monitor, aquele que destruiu o multiverso e Superciborgue, são aliados da nova Tropa Sinestro. Sinceramente, uma saga arrasadora, com belíssimos desenhos, muita ação e que é impossível de achar que não vai causar grandes reformulações no Universo de OA, da Tropa dos Lanternas e do Universo inteiro da DC.

A Guerra dos Anéis: Capítulo 1 – Medo & Desprezo: A batalha no Prólogo foi violenta e trouxe inúmeras baxias, além da perde de Kyle da tropa. Os guardiões de OA começam a discutir uma profecia antiga que mostra o fim da Tropa. Hal Jordan recebe a missão de juntar o grupo de lanternas que sobraram vivos e partir para Qward, QG da Tropa Sinestro para regastar Kyle. Hal Jordan vs Íon-Paralax, ho ho ho, momento empolgante.

A Guerra dos Anéis: Capítulo 2 – Tempestado no Horizonte: A batalha pela extinção da tropa segue por todo o espaço. Os desenhos de lanternas sendo mortos e destroçados é de arrepiar. Enquanto isso, em Korugar, terra natal de Soranik Natu, Lanterna-Verde e de Sinestro, ambos se encontram para uma batalha na qual Soranik não pode vencer. Em paralelo Stel e Homem-Verde, outros lanternas famosos seguem rumo a Mogo, o planeta lanterna que de forma alguma pode ser destruido – senão a tropa cairá em ruína. E Kilowog finalmente parte de OA com seu grupo para GUERRA!!

Sensacional!!! A Melhor revista do ANO de 2008!! Amanhã, coloco no ar o review da segunda edição!

Read Full Post »

Faz anos que Homem-Aranha vem ganhando jogos horrendos. Uma reciclagem em cima de outra reciclagem. Com missões repetitivas e que pouco acresciam a franquia. Web of Shadow veio para melhorar um pouco a qualidade da franquia. Sem a carga de ser baseado num filme, a produtora pode muito bem relaxar e fazer um game mais divertido do Aranha consertando vários erros dos games anteriores. Ainda não chegou na fórmula perfeita óbviamente, entretanto, pela primeira vez em anos, temos um game do Aranha que vela a pena ser jogado. Clique em “mais” e continue lendo!

(mais…)

Read Full Post »

Sinopse Panini: Os Quatro Cavaleiros do Apocalipse emergem das cinzas com poderes jamais vistos. O terror começa! Adão Negro – A Era das Trevas: um confronto explosivo entre Teth-Adam e Gavião Negro toma os céus de St. Roch!

Os Quatro Cavaleiros do Apocalipse – Cavaleiros renascem! & Cerco, Parte 3 & 4: A premissa e a idéia era boa, mas a execução decepciona demais. São quase 50 páginas onde de enrolação e blá blá blá, principalmente na terceira parte da história. Para se ter uma idéia, o novo confronto entre Batman e Superman contra os Cavaleiros só acontece na página 20 da revista, entes disso temos um debate entre os 3 heróis da DC para ver qual ação tomar. Mulher Maravilha parte para Ilhas OOoong e acaba ficando presa por lá e terá que enfrentar um dos Cavaleiros por lá. Enquanto isso Superman está um tanto impotente contra um dos Cavaleiros já que ele foi mordido na edição anterior e contraiu uma doença. Batman também está sozinho contra um poderoso Cavaleiro, mas a conclusão da briga só na próxima edição. Enquanto isso O Cavaleiro da Morte está tramando algo. Enfim, se você não se importam com cenas demais de discussão e pouca briga, vale a pena.

Adão Negro: A Era das Trevas – Parte 3 & 4: As outras 2 histórias da revista são melhores. A saga do Adão Negro é otima. Belas lutas, tem uma boa motivação e as peças que forma uma boa história estão equilibradas, inclusive o traço. A luta contra Gavião Negro empolga e deixa a Liga da Justiça com a orelha em pé. Na parte 4 temos um momento bacana quando Adão Negro na sua forma humana é baleado e precisa ir numa clínica veterinária, essa parte da história é demais. no fim, 2 dos 4 pedaços do anel para reviver Ísis já estão em posse do anti-herói. Na próxima edição as conclusões de ambos os arcos e a expectativa dos próximos!

Read Full Post »

Saints Row 2 – Review da Gametrailers

Mais um daqueles excelentes reviews que só a Gametrailers faz tão bem. Fiquei até com vontade de jogar Saints Row 2 agora.

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

Read Full Post »

Fallout 3 – Review da Gametrailers

Wow! Review em vídeo de Fallout 3! Nem preciso dizer mais nada:

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

Read Full Post »

Um dos megas-lançamentos do Playstation 3 do ano! Atrasou uma semana por causa de um música que a Sony teve que retirar do jogo, mas já está mais do que certo seu lançamento esta semana. Como não tenho um PS3 não posso falar muito sobre o game, mas é certeza que a comunidade que tem o console só tem elogios para o original e criativo game!

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

Read Full Post »

Battle Fantasia não fez alarde nenhum. Foi lançado, ninguém deu bola e passou batido. O caso é que o game não foi feito por nenhum estúdio de quintal. O título vem dos criadores de Guilty Gear, série de considerável sucesso nos games. Como eu gostei da premissa “personagens em RPG num game de luta”, resolvi conferir o título.

Veja o review depois do “mais”:

(mais…)

Read Full Post »

Quem gostou de Lego Star Wars e Lego Indiana Jones, certamente irá se divertir em Lego Batman. A fórmula continua a mesma, mas ainda assim todo o clima do mais novo game dos bonequinhos da Lego continua ainda cheio de qualidade e poucos problemas.

Clique em “mais” e continue lendo:

(mais…)

Read Full Post »

https://i2.wp.com/www.paninicomics.com.br/img/collanaNews/2075.jpg

Sinopse Panini: Um dia na vida dos membros da Liga da Justiça durante o plantão no monitor! SJA: enquanto Liberty Belle tenta impedir que Detonador cometa o maior erro de sua vida, Starman ajuda Poderosa a fazer uma grande descoberta! Flash: a nova jornada do velocista! E ainda: Mulher-Maravilha!

Liga da Justiça – Plantão de Monitor: O novo grupo foi formado, já participou de uma operação com a nova SJA e nesta edição há uma pequena folga as aventuras do grupo. Um dia no plantão de monitor da Liga. Claro que ainda com algum conflito e soluções não resolvidas, como o problema de Vixen e a incapacidade de copiar poderes animais. Uma história bacana e de rotina, um por trás dos bastidores. Entretanto é curioso ver que Aquaman e o Caçador de Marte espionando o novo grupo, já que ambos passaram por sagas conturbadas em suas revistas. Aquaman original não morreu? Quando que o novo comeceu John? E o Marciana verde também está meio perdido na cronologia atual da DC, o que ele está fazendo? Ainda mais depois daquela saga que ele achou alguns marcianos semelhantes a ele e no fim não eram. Estranho, mas espero que isso fique mais claro no futuro.

Flash – Justiça Relâmpago: Wally West está de volta!! E você nota já na primeira página que a coisa vai melhorar para a revista do Flash. Wally é bacana. Ele já mete o pé na sua revista novamente, sai corrento e pega o principal responsável pela morte de Bart Allen (edição passada) e o pune congelando o cara para sempre num fluxo de tempo lento. Demais! Só existe um furo… o que diabos aconteceu com Wally e onde ele estava nesse tempo que ele sumiu ao fim da Crise Infinita? Só ficou claro que ele nunca pretendeu voltar. E porque diabos os gêmeos bebês dele com Linda estão adolescentes passado apenas um ano? Mistérios para próximas edições.

Sociedade da Justiça da América – Sinos e Apitos: É a Liga da Justiça antiga, sem os heróis famosos da molecada. Mas há momentos que as histórias da SJA são mais empolgantes e legais do que a LJA atualmente. Como o grupo teve um período no limbo e retornou com a intenção de treinar a nova geração de heróis, ainda estamos naquele período de conhecimento e apresentação dos mesmo. Nesta edição aprendemos um pouco mais sobre os casados Jesse Chambers (Liberty Belle) e Rick Tyler (Homem-Hora). Há e um momento interessante com o Detonador, mostrando o quanto instável sua personalidade é. Entretenimento sem compromisso e que permite deixar o leitor por dentro destes personagens.

Mulher-Maravilha – Húbris, parte 1: Mais história e conexões com a despedaçada saga O Ataque das Amazonas. Porrada, briga, não sabemos que fim terá essa saga por aqui. Metade da edição é ação descerebrado que só dá para entender e apreciar direito lendo a saga principal, da metade pra frente a coisa engrossa e fica alucinante. Mulher-Maravilha vai a Themyscira, lar das Amazonas para salvar seu parceiro ferido por um veneno. Aí tudo vira de pernas para o ar, um míssel atômica invade Themyscira e Mulher-Maravilha tenta impedir o impacto inevitável, mas o míssel tem qualidades mágicas. No fim, Atena deusa da guerra aparece, impede o míssel e resolve atacar Diana, pois já está de saco cheio de suas reclamações. O_O Continua na próxima edição…

Read Full Post »

Opa, opa. Demorou, mas bem vindo a segunda parte da análise de Mario Super Sluggers. A primeira parte foi para tratar exclusivamente da jogabilidade e controles do game, já que estes são aspectos essenciais ao falarmos de Nintendo Wii. Não leu? Clique na imagem abaixo, leia a primeira parte e volte aqui!

https://i0.wp.com/img262.imageshack.us/img262/5910/b03ct8.gif

Continuando! Segunda parte da análise de Mario Super Sluggers:

https://i0.wp.com/img215.imageshack.us/img215/8506/menu01aj3.jpg

O que o game tem para ser feito!

São 5 opções para iniciar, em resumo são:

*1 – Exibition: Para jogar as partidas de Baseball a vontade com os amigos ou CPU. Aqui tudo é customizável.

*2 – Challenge: O modo Story do game. Aqui é o ponto inicial para abrir tudo que ele tem a oferecer.

*3 – Mini-Games: Como quase todos os games de esporte do Mario.

*4 – Toy Field: Um campo diferente de baseball, com regras próprias. Um mini-game maior que os do modo acima.

5* – Pratice: Como o nome diz, o local para parte quase uma hora aprendendo sobre a jogabilidade do game. Coisa que já fiz na primeira parte desta análise.

Clique em “more” e veja em detalhes, os prós e contras de todo o restante do game.

(mais…)

Read Full Post »

https://i0.wp.com/www.paninicomics.com.br/img/collanaNews/2029.jpg

Sinopse Panini: Novos Titãs: a equipe entra em rota de colisão com as amazonas! Renegados em Xeque: as duas equipes correm contra o tempo para salvar seus companheiros e deter os planos loucos de Chang Tzu! Aves de Rapina: Oráculo e Contra-Espiã! Chegou a hora do acerto de contas!

Novos Titãs: Edição meio confusa de Novos Titãs, mesmo sendo 2 histórias. Isso porque ela está atrelada a mini-saga O Ataque das Amazonas. Aliás os Titãs vem se metendo em tudo quanto é tipo de saga da DC últimamente, fica difícil ao leitor acompanhar já que o grupo está a todo momento sofrendo mudanças em sua formação original. Fica um entra e sai de membros. Sinto falta do Ciborgue e do Mutano. Enfim, essa edição irá mostrar como Supergirl e Moça-Maravilha estão lidando com toda essa invasão das Amazonas e como isso prejudicará os Titãs. No fim temos alguns pedaços de história faltando porque parte dela está na revista que conta a saga das Amazonas. No fim temos 2 histórias com luta, ação e bate boca de ideais e crenças. De qual lado ficar e mesmo que você fique do lado certo, ainda assim ele pode parecer errado. Tudo termina bem entretanto, com Supergirl agora fazendo parte do grupo de heróis-mirins. Coisa aliás que já havia sido tentado e não deu certo, vamos ver se agora a personagem amadureceu o suficiente.

Aves de Rapina – Áquas Perigosas, conclusão: Chega ao fim, meio que definitivo, das histórias do grupo Aves de Rapina! Diria que é o fim de uma saga gigante que foi acompanhar Bárbara durante todos estes anos. E tudo terminou muito melhor que o esperado. Bárbaro Gordon é realmente uma líder nada. Provou a todos que mesmo estando numa cadeira de rodas não seria submissa a ninguém e que ela tomaria as rédeas e controle de seu grupo de heroínas. Final fantástico deixando brecha para uma continuação futura do grupo. Vamos ver se isso realmente irá acontecer!

Renegados em Xeque, conclusão! A edição fecha com uma história muito insana! A melhor é claro! A Saga envolvendo o Xeque-Mate e os Renegados fecha com chave de ouro quando Batman resolve intervir em tudo e se meter para salvar Asa Noturna e Sasha. Ho ho ho, muita ação, Batman sacaneando todo mundo – é claro – e um final sensasional e que muda totalmente o rumo do supergrupo que havia meio que se perdido no caminho da justiça. Asa Noturna diz, “Olha como soa legal… Batman e os Renegados.”, Batman… “Talvez”. Ho ho ho de novo. Renegados agora passa a ser, Batman e os Renegados!! Não preciso nem dizer o quanto é sensacional ver Batman sendo líder supremo de um grupo de heróis sem ter que dividir decisões com Clark e Diana, como aparece em Liga da Justiça!!!

Read Full Post »

Opa, atrasou, mas não desisti dos reviews dos quadrinhos DC, no blog. Botando a coisa em dia!

https://i1.wp.com/www.paninicomics.com.br/img/collanaNews/2032.jpg

Sinopse Panini: Superman & Batman: Bruce Wayne ganha uma importante e sedutora aliada contra as maquinações de Darkseid! O impressionante arco Tormento chega ao fim! Arqueiro Verde: no epicentro de um escândalo político, Ollie terá que encarar a fúria do… Exterminador! E um inesperado pedido pode mudar a vida da Canário Negro para sempre!

Superman e Batman – Tormento, Parte 4, 5 e a conclusão: Nesta edição acaba a saga de Tormento. Uma história excelente, trazendo de volta Darkseid ao universo DC, que estava sem poderes graças a outra saga passada. Mas o mais estranho nessa saga é ver Batman com tesão, putz, que coisa bizarra. Isso porque o morcego se encontra com Bekka, a deusa do Desejo de Nova Geneses. Como ambos formam uma parceria para impedir o retorno de Darkseid e para salvar Superman que fora capturado, ambas as partes mostram o herói de Gotham em “ponto de bala” se é que você me entende. Fora esse cenário anormal, as história é bem contada e conta com várias partes interessantes como a suposta “morte” – de novo – de Superman e o seu encontro com o Pai Celestial, que está morto. Ah, a sessão de tortura com o Espantalho ficou show de bola. No fim, Bekka, que é a esposa de Órion, é raptada por um vulto… putz e o último balanzinho da HQ diz “Então começa o final.” Ho ho ho, Crise Final a caminho? Vai saber, mas são respostas que veremos no futuro certamente. Mesmo assim ótimo arco para explicar como Darkseid conseguiu seus poderes de volta.

Arqueiro-Verde – Jericó, parte 2 e conclusão: E aqui, nesse momento e nestes eventos, a revista do Arqueiro-Verde chega ao fim! Mas não se preocupe, isso foi apenas uma jogada da DC americana, as histórias do Arqueiro não chegam ao fim definitivamente. A história aqui gira em torno de seu antigo relacionamento com a Canário e culmina justamente com Oliver pedindo a mão de heroina novamente! Muita ação nas 2 partes da história, com piadas legais, como é de se esperar mesmo de Oliver. Não é uma HQ profunda e reflexiva, serve apenas para entretar e divertir, e faz isso muito bem. Na primeira parte o vilão é o Tijolo. Na segunda é Slade. Não preciso falar que o Exterminador sempre faz um belo estrago quando resolve aprontar. Enquanto isso os roteiristas acharam um jeito de terminar o mandato de Oliver como prefeito sem deixar seu sucessor corrupto vencer. Excelente idéia! O finzinho que é meio de perdedor, com Oliver se rendendo a Slade e dizendo que troca sua vida pela de Canário. Putz para quem deu uma senhora surro no vilão algumas edições atrás isso é bem decepcionante. Para que então seu treinamento de um ano atrás então? Se não fosse a Liga da Justiça salvar ele e a Canário… Tudo para terminar com o muro de Star City sendo demolindo e o herói arqueiro fazendo a devida proposta a Dinah. Na próxima edição, não temos mais Arqueiro-Verde, mas teremos a estréia da revista Canário-Negro. Isso até tudo virar Arqueiro-Verde & Canário Negro!

Read Full Post »

Pure – Review da Gametrailers

Eu baixei dias atrás o demo do Pure pela Live do X360. O visual do game é inacreditável, um dos cenários mais bonitos que já vi num game de corrida. Você perde o controle da motinho só por ficar admirando a paisagem. Acabei curtindo o game, achei os controles medianos (um pouco chato o comando de pulo), mas já tenho tanto game para jogar, que preferi dar um tempo e adquirir Pure mais para o futuro, quando estiver mais em conta seu preço. Sem mencionar que já tenho Grid para jogar e espero muito do Fuel da Codemaster. Vejam o review e decidam por conta própria:

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

Read Full Post »

Aproveito para pedir desculpas pela demora em lançar a segunda parte da minha análise sobre este game. Disse que faria até domingo passado, mas devido aos problemas com minha CPU acabei não conseguindo. Vou providenciar ela o quanto antes. Mesmo assim vejam o excelente review em vídeo da Gametrailers com muitos detalhes sobre o game e com muitas cenas e personagens famoso do universo Mario!!

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

Read Full Post »

https://i1.wp.com/img127.imageshack.us/img127/8446/posterkh5.jpg

Warning! Warning!
Risco de Spoiler! Se você é alérgico, não continue!

Segunda dose de Hellboy é ainda melhor!

Segunda à noite, cinema barato, não puder perder a oportunidade de ir conferir Hellboy 2. Valeu a pena, alias valeria a pena até se eu pagasse pelo ingresso do dia mais caro. O filme é excelente em dezenas de aspectos. Se isso é suficiente para você nem precisa continuar lendo.

Uma das coisas em que adoro em filmes de fantasia (sim!, Hellboy é fantasia) é quanto o enredo da história explica que, sim, existem seres fantásticos como fadas, demônios e tipinhos semelhantes, porém a humanidade não os enxerga. Isso torna as coisas mais reais, pois se fizer sentido, é possível que uma fantasia assim possa ser contada num cenário atual, onde prédios, carros e esse mundinho miserável onde vivemos passa a ser palco da história.

E é disso que os primeiros minutos de Hellboy trata. Numa cômica cena de Hellboy ainda criança, quase adolescente, e seu pai contando porque o mundo dos seres de fantasia e o mundo dos homens foram divididos. O homem sempre retratado como o parasita, o sem coração, o ser que destroi tudo que toca, e não que nescessariamente isso seja mentira não concorda?

Dessa “lenda” surge o enredo principal de filme e faz com que tudo que seja visto em Hellboy, apesar de fantasioso, dentro de seu contexto, é muito e maravilhosamente real.

Hellboy está melhor em sua segunda dose. Dispensadas as origens e o atorzinho sem graça do primeiro filme (aquele que fez o parceiro de Hellboy), temos um filme que empolga em todos os aspectos.

Os acontecimentos do filme vem e vão a todo momento. Sempre tem algo novo sendo revelado ou acontecimento que não permite com que o espectador pisque ou durma. As cenas de ação são fenomenais, principamente a primeira com a batalha contra as fadas dos dentes. Mas o monstro elemental no meio da cidade me lembrou muito os grandes RPGs dos games. E a batalha final contra o exército dourado ou contra o prícipe Nuanda não deixa nem um pouco daquela sensação de “ei, que coisa falsa, computação gráfica sux”.

Em contrapartida a comédia e as piadas prontas do personagem vermelho sempre são hilários. A cena dos pinguções e a canção melada é impagável!

Fica a sugestão. Hellboy 2 é um amadurecimento saudável e excelente do primeiro. Consertou algumas coisas, acrescentou dezenas de outras coisas e o que temos é um filme de mágia. Me lembro de quando criança como os seres e personagens de “A História Sem Fim” faziam a minha alegria, ontem, vendo Hellboy na telona, pensei nessa mágia de filmes e seres fantásticos e fiquei incrivelmente satisfeito após sair da sessão de Hellboy.

Uma coisa é você sair empolgadão após ver um Batman versus Coringa. A sensação é de adrenalina. Outra é sair satisfeito de Hellboy 2, alegre e feliz pois acabou de ver um excelente filme em que não precisa roer as unhas, mas simplesmente sentar e se maravilhar com um universo que não está habituado, entretanto assim como ele começa na tela, você já se sente em casa, sabe?

Vale a pena medir e sentir tais sensações após cada filme ido ao cinema.

Read Full Post »

Faz um tempo que já não posto aqui. Estive ocupado por duas semanas por causa do ENEM, então fiquei um tempo sem postar análises. Vim postar esta análise, pois é sobre um dos RPG’s que mais gosto ,mas que infelizmente poucos conheçem. Peço desculpas porque a análise ficou grande porque explicitei alguns pontos que fazem esse RPG algo “especial” em relação aos tantos outros que temos no mercado.

Vai valer a pena a leitura ^^

(mais…)

Read Full Post »

Older Posts »