Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘tio patinhas’

Mais um mês, mais HQs Disney para os colecionadores brasileiros. São poucas, mas é melhor do que nada. Uma pena que a Editora Abril cancelou, temporariamente segundo ela a Gibiteca Disney e as negociações do mangá Kingdom Hearts ainda não deram resultados, sendo assim temos este mês apenas as 5 revistas básicas de sempre:

Tio Patinhas, nº 525, esta edição vem com 4 histórias com grandes artistas Disney. A primeira [Tio Patinhas e o Carbodiamantino] com desenhos de Giorgio Cavazzano, uma história feita em 1977, época do ouro dos quadrinhos da Disney. A próxima [Plano Fechado] tem roteiro e desenhos de William Van Horn de 2008. Ela se destaca por ter quase todas as páginas em close-up dos personagens em cada quadro. Diferente, mas este é o propósito da história. A terceira [Um Caso de Amor] é de Romano Scarpa de 2003 e, por fim, a última [Tio Patinhas e as Minas Curativas] tem desenhos de Federico Mancuso, também de 2008. Tio Patinha tem 84 páginas e custa R$ 4,95.

Aventuras Disney, nº 45, continua a saga que começou na edição anterior de Donald Duplo. Os desenhos de Vitale Mangiatordi são fenomenais. Esta edição vem com a Missão 002 e 003, deixando para a próxima edição o final da saga. Esta saga é muito recente, de 2008, parabéns a Abril por publicá-la aqui no Brasil. A última história [Tio Patinhas em Uma Vitória Brilhante] é uma republicação. História criado e publicada em 1974 feita aqui no Brasil, com desenhos de Sérgio Lima. O mais curioso é que essa história nunca foi publicada no exterior segundo o Inducks. Aventuras Disney tem 84 páginas e custa R$ 4,95.

Pato Donald, nº 2369, tem apenas histórias criadas na Dinamarca. A primeira [O Pato e o Dragão] tem roteiro de Per Hedman e desenhos de José Massaroli. História de 2007. A segunda [Ganso Vida Mansa] tem como protagonista o Gansolino e tem roteiro da dupla Carol Mcgreal e Pat Mcgreal e desenhos de Vicar, são bem famosos por lá e aqui no Brasil. A próxima [O Mestre das Artes Marciais] é de Jens Hansegard e Tino Santanach Hernandez, roteiro e desenhos, respectivamente. Estas duas são de 2008. Já a última [A Fonte da Juventude] é bem antiga, de 1979/80 e tem roteiro de Tom Anderson e desenhos de Vicar. Interessante ver como o estúdio Lua Azul, responsáveis pela tradução e colorido das HQs Disney aqui no Brasil trataram tão bem desta última história que você não nota que ela é tão antiga quanto em relação as outros que são novíssimas. Lembrando que todas são inéditas aqui no Brasil. Pato Donald tem 52 páginas e custa R$ 2,95.

Mickey, nº 799, também só tem histórias criadas na Dinamarca. A primeira [Aventura no Oásis] é de Sarah Kinney, roteiro, e Joaquin Canizares Sanchez, desenhos. Gozado ver que esta história lembra muito os traços italianos. História com 25 páginas sem Pateta? Sacanagem. Já a segunda história [Encomenda Secreta] tem roteiro de Per Hedman e desenhos de Angel Rodriguez, já tem um traço característico da Dinamarca e traz a dupla Mickey e Pateta juntos. Bem melhor. A terceira [Bambolê] tem roteiro de Paul Halas e desenhos de Jorge David Redo. A última [De Olho nas Baleias] tem novamente a dupla Sarah Kinney e Joaquin Canizares Sanchez. Todas as histórias são de 2008 e tem aquele modelo antigo, de Mickey sem camisa e com short vermelho. Mickey tem 52 páginas e custa R$ 2,95.


Zé Carioca, nº 2334, só tem republicação. Nem vou me dar o trabalho de especificar com detalhes as histórias. Lábia Demais é de 1989, O Mestre de 1981, Serenata ao Luar de Renato Canini de 1975, Um Papagaio Fora de Órbita também de Canini é de 1972 e Meu Reino por uma Rede é de 1985. Não gosto muito do Zé desta época. Reconheço que Renato Canini é um gênio, mas eu prefiro a fase da década de 90, que retrata um personagem aparentemente mais jovem, moderno e mais ainda malandro. Usando o visual que é mostrado na capa da revista. O Zé de terninho e guarda-chuva parece tão ultrapassado em pleno ano de 2009. Zé Carioca tem 52 páginas e custa R$ 2,95.

Read Full Post »

As HQs Disney vem sofrendo durante estes anos cancelamentos em alguns lugares do mundo. Ano passado a Itália, o lugar onde mais de publica quadrinhos Disney do planeta, chegou a cancelar a revista do Tio Patinhas. Este mês, a editora Gemstone acaba de cancelar nos Estados Unidos todas as publicações Disney, ou seja, 2 revistas mensais e 2 especiais anuais. Tio Patinhas e Walt Disney Comics seriam equivalentes aqui no Brasil ao Aventuras Disney ou ao falecido e jamais esquecido Almanaque Disney.

As HQs Disney por lá estão sendo canceladas desde 2007. Mickey e Pato Donald já foram pro limbo faz um bom tempo. Sobraram apenas estas 2, que hoje, chegam ao seu fim. Segundo especulações na internet o motivo nem foram as baixas vendas, mas a crise financeira atual que impossibilitou que a editora continuasse com os títulos. Há boatos até mesmo que a Gemstone pode vir a fechar as portas. E pelo jeito que Tio Patinhas, Donald e cia não tem o mesmo gás de antigamente, as chances de uma outra editora pegá-los são pequenas.

Tenho medo desta onda de cancelamentos mundiais na qual as HQs Disney estão sofrendo neste século. Torço com todas as minhas forças para que isso nunca chega ao Brasil e devaste o pouco conteudo que temos por aqui. Compro todo mês e faço questão sempre de promover projetos e checklist das HQs por aqui, porque realmente não quero que estes personagens tão bacana da minha infância sejam condenados à morte.

Por estas e outras espero que as pessoas vejam o projeto Patópolis em Quadrinhos que estamos iniciando e passem a se interessar pelo material e acabem prestigiando pelo menos alguma edição nas bancas, que custam poucas moedas. Porque um mundo sem os patos da Disney é um mundo um pouco mais triste com certeza.

E volto a dizer. A Disney precisa sim, urgentemente, de um mega portal para suas HQs assim como Marvel e DC possuem mundialmente. Para apresentar histórias, personagens e todo este universo. Na era digital, ou eles fazem isso, ou a fantasia e magia deste universo realmente irá se extinguir mais cedo ou mais tarde…

[Via Universo HQ]

Read Full Post »

Link desta matéria mudou de endereço. Ela pode ser acessada a partir deste link:

http://www.portallos.com.br/2009/03/21/patopolis-em-quadrinhos-01-pia-patinhas-intelligence-agency/

Read Full Post »

Chegou mais uma vez a hora de verificar os lançamentos da Disney em HQs aqui no Brasil.

Tio Patinhas, nº 524, 84 páginas, R$ 4,95. Esse mês a revista do Tio Patinhas não há nada de especial que tenha me chamado a atenção, porém as histórias são ótimas. Uma aventura solo com Tio Patinhas, uma com Donald e sobrinhos com Pardal e suas invenções malucas, outra com Tio Patinhas, Vovó Donalda e Metralhas, a penúltima com Margaria, Donald e Tio Patinhas e a revista fecha com uma clássica disputa entre Patacôncio e Tio Patinhas. Aventuras Disney, nº 44, 84 páginas, R$ 4,95. A capa mais bonita do mês vai para aventuras Disney, ótimo desenhos também recheiam a história de Donald Duplo Missão 001 e tem todo um colorido especial. Pena que a história é curta, o que significa que sobra espaço demais para republicações. São mais 3 histórias: Uma com Maga Patalógika e Tio Patinhas, outra com a Margarida [Argh] e a última, como tradição da revista, com Mickey e Pateta de Paul Murry. Donald Duplo continua mês que vem.

Mickey, nº 798, 52 páginas, R$ 2,95. A revista do Mickey está ótima esse mês. Gosto muito de histórias longas e é isso que a revistra traz este mês ao apresentar a Exterminadora do Futuro, 35 páginas de aventura. A revista fecha com uma historinha de Chiquinho e Francisquinho com a temática futebol. Nada mal. Pato Donald, nº 2333, 52 páginas, R$ 2,95. Apesar da capa de Páscoa, que por sinal é apenas em Abril, a revista apresenta apenas uma história com o tema. As outras 3 histórias que completam a revista são aventuras comuns: Pardal fazendo confusão com seus inventos, Tio Patinhas atazanando Donald e uma daquelas histórias de pescaria onde Donald sempre se mete em confusão. Ótimas histórias e aventuras que retratam o grande personagem que Donald é.

Zé Carioca, nº 2333, 52 páginas, R$ 2,95. Mais uma edição do falecido Zé Carioca. Só histórias velhas e empoeradas de um personagem que o Brasil deveria se orgulhar muito mais. Duas de Páscoa, duas de Renato Canini e outras bacanas. Gostaria apenas que algum dia Zé seja retirado de seu túmulo e volte a ser desenhado aqui no Brasil como foi por tantas décadas. O personagem merece e eu não me canso de dizer isso todo o mês quando faço essa checklist.

Read Full Post »

Não adianta, não consigo criar este post no começo de todo mês. A distribuição da Disney na minha cidade [Jacareí-SP] é sacana demais. As revistas demoram, não chegam em todas as bancas e leva um tempo para conseguir todas. Ainda estou um pouco frustado de ter perdido a Aventuras Disney 42 de Janeiro… para meu consolo, este mês consegui todas:

Pato Donald, nº 2367, está bacana este mês, apesar da capa ter sido usado na faz muito tempo na extinta revista “os Sobrinhos do Donald”. São três histórias, a primeira da Itália por Laura e Mark Shaw, a segunda com os Escoteiros Mirim e Gastão e a última com a estrela da revista. 52 páginas por R$ 2,95. Mickey, nº 797, traz apenas 2 histórias. Dizem que as melhores histórias de aventura com Mickey são quando ele está de camisa. Que suas histórias onde ele é desenhado no clássico estilo de short detem a decepcionar, nesta edição a história principal é com Mickey de short. Os desenhos são medianos e a história não parece tão empolgante assim. Não que é passável este edição, mas a escolha poderia ter sido mais feliz. Continuo esperando por novidades para o número 800 da revista, espero algo especial. 52 páginas por R$ 2,95.

Aventuras Disney, nº 43, chega a conclusão da saga Ultra-Heróis, como eu perdi a edição passada graças a Editora Abril, não quero comentar sobre a conclusão. É minha forma de protesto. Tio Patinhas, nº 523, já parece bem melhor este mês apesar da capinha batida. Romano Scarpa é responsável pelos desenhos de 2 histórias desta edição, Willian Van Horn também contribui com 1 história para esta edição. Mac Money, da série Ducktales participa de uma outra história e a última da Itália com Carlo Panaro e Michele Mazzon tem desenhos do jeito que eu curto. Edição deliciosa. Amas as revistas por 84 páginas por R$ 4,95 cada uma.

Zé Carioca, nº 2332, traz algumas histórias de carnaval, mas no mesmo esquema que já se segue por alguns anos, só replubicações. Nesta edição não tem nenhuma história do meio da década de 90, período que eu mais gosto do personagem, que acabou ganhando um ar mais moderno e as histórias param de ser em barracões como favelas. 52 páginas de republicações por R$ 2,95.

E fechamos as 5 revistas deste mês. Gibiteca Disney ou Kingdom Hearts não foram lançados este mês de fevereiro. O jeito é esperar março…

Read Full Post »

Chegou a hora de chorar por mais um belo box que o Brasil não recebeu graças as nossas maravilhosas e eficientes distribuidoras. DuckTales:

DuckTales é um desenho da Disney que foi ao ar nos Estados Unidos entre 1987 a 1990 e teve 87 Episódios. Este primeiro box traz os primeiros 27 episódios da série com exceção do episódio piloto [que está no Box 2, que mostrarei futuramente]. O desenho é um dos clássicos de muita infância da geração da década de 90. Por anos DuckTales podia ser conferido no SBT. O mais bacana é que a série é uma influência total das história de Carl Barks, o pai dos patos da Disney.

Abertura em Português para relembrar:

Agradecimentos ao usuário remasterizaitor do you tube que postou um vídeo com tanta qualidade por lá.

Infelizmente o box americano não tem a nossa maravilhosa dublagem brasileira. Não que o áudio original seja ruim, pelo contrário, é fácil se acostumar. Mas Tio Patinhas sendo chamado de Uncle Scrooge é sempre bizarro. XD

O box é até caprichado. Uma caixa bem firme e com 3 slims dentro. Cada um com capa própria. As fotos do restante do box, após o “mais”:

(mais…)

Read Full Post »

Como prometido ano passado, aqui, aí estão as HQs que a Editora Abril lançou este mês. Infelizmente a distribuição de tais revistas atualmente é bem precária em cidades do interior. Rodei mais de 15 bancas durante todo o mês de Janeiro aqui em Jacareí-SP e ainda assim faltaram 2 revistas para comprar. Fiquei sem. Triste. 😦

Vamos a listagem:

Pato Donald, nº 2366 está ótima em Janeiro, todas as histórias são de William Van Horn, que completa este ano 70 anos. O desenhista começou sua carreira em 1987, é criador do meio-irmão do Tio Patinhas, o Patusco, produziu muitas histórias baseado na extinta série animada Ducktales e ilustrou Cavalgando pela História, roteiro de Carl Barks. Vale a pena adquirir a revista. Preço R$ 2,95, 52 páginas. Pato Donald Férias, nº 1, é uma HQ especial lançada somente este mês, de férias [dã]. A revista só tem republicações com 3 histórias bacanas, incluindo uma de Marco Rota, O Segredo de Tut-Alegrin. São 36 páginas por R$ 1,50.

Tio Patinhas, nº 522, como sempre é a melhor revista Disney publicada atualmente no Brasil. 2 grandes aventuras, a primeira em Veneza tem 44 páginas. Belas ilustrações, histórias inéditas e muita aventura, como qualquer revista do Tio Patinhas tem que ser. São 84 páginas por R$ 4,95. Tio Patinhas Férias, nº 01, também mantém uma dinâmica bacana de histórias, a melhor é a última, de William Van Horn, apesar de que eu já havia lido ela na década de 90. Mais 36 páginas, por R$ 1,50. É Tio Patinhas suficiente para este mês.

Mickey, nº 796, uma grande aventura com 32 páginas e mais 2 histórias curtas do Pateta. A revista vem mantendo um excelente padrão de qualidade faz meses, anos se bobear. Sempre com boas aventuras, com enredos interessantes e o Pateta é um personagem que é bem aceito e diverte em praticamente todo o mundo. A Lenda dos Robôs Gigantes que abre a edição tem desenhos de Giorgio Cavazzano. 52 páginas, por R$ 2,95. Mickey Férias, nº 01, infelizmente não tem o fôlego da revista principal, e nem mesmo mantém a qualidade das outras revistas “Férias”. O problema são as 2 histórias brasileiras, feita na época em que o estúdio aqui já estava em estado de “cachorro morto”. Salva-se a história de Paul Murry no meio dela, mas é tão curtinha e precisa carregar a revista nas costas. 36 páginas por R$ 1,50.

Zé Carioca, nº 2331, continua saindo, mas o personagem já está morto, como mencionei mês passado. A revista tem apenas republicações de 4 ou 5 décadas do papagaio brasileiro. Particularmente, continuo comprando apenas para coleção, porque é comum topar quase que todo mês, com uma história que eu já tenha lido no passado. 52 páginas de antiguidade históricas, por R$ 2,95. Zé Carioca Férias, nº 01, segue o mesmo raciocínio da revista mensal, só republicações, mais nada a dizer. 36 páginas por 2 moedas, R$ 1,50.

Pronto… o que faltou?

Big Disney tem 300 páginas e custa R$ 12,95. Gostaria muito de adquirir a revista, mas nem vi cheiro dela pelas bancas aqui de Jacareí, uma pena mesmo. Pior ainda é o Aventuras Disney 42, com a terceira parte da saga Ultra-Hérois. Dureza viver em cidade do interior, depender de uma distribuição setorizada e ainda não exister um sistema de assinaturas para os colecionadores e fãs da HQ. Infelizmente. Fica meu protesto a Editora Abril, que a mesma distribuia melhor suas revistas pelo interior, que inclua uma loja online no site, se é que podemos chamar de site aquilo, e que não faça os fãs perderem edições assim…

Read Full Post »

Older Posts »