Feeds:
Posts
Comentários

Archive for 19 de abril de 2009

HQ: Dieta [Parte 04 de 15]

Como é Domingão, nem vou escrever muito. Deixo aqui a quarta parte do especial “Dieta” de Garfield. XD

04/Out/2001

E Garfield começa a ser afetado pela Dieta. XD

www.garfield.com

Anúncios

Read Full Post »

Mais um mês, mais HQs Disney para os colecionadores brasileiros. São poucas, mas é melhor do que nada. Uma pena que a Editora Abril cancelou, temporariamente segundo ela a Gibiteca Disney e as negociações do mangá Kingdom Hearts ainda não deram resultados, sendo assim temos este mês apenas as 5 revistas básicas de sempre:

Tio Patinhas, nº 525, esta edição vem com 4 histórias com grandes artistas Disney. A primeira [Tio Patinhas e o Carbodiamantino] com desenhos de Giorgio Cavazzano, uma história feita em 1977, época do ouro dos quadrinhos da Disney. A próxima [Plano Fechado] tem roteiro e desenhos de William Van Horn de 2008. Ela se destaca por ter quase todas as páginas em close-up dos personagens em cada quadro. Diferente, mas este é o propósito da história. A terceira [Um Caso de Amor] é de Romano Scarpa de 2003 e, por fim, a última [Tio Patinhas e as Minas Curativas] tem desenhos de Federico Mancuso, também de 2008. Tio Patinha tem 84 páginas e custa R$ 4,95.

Aventuras Disney, nº 45, continua a saga que começou na edição anterior de Donald Duplo. Os desenhos de Vitale Mangiatordi são fenomenais. Esta edição vem com a Missão 002 e 003, deixando para a próxima edição o final da saga. Esta saga é muito recente, de 2008, parabéns a Abril por publicá-la aqui no Brasil. A última história [Tio Patinhas em Uma Vitória Brilhante] é uma republicação. História criado e publicada em 1974 feita aqui no Brasil, com desenhos de Sérgio Lima. O mais curioso é que essa história nunca foi publicada no exterior segundo o Inducks. Aventuras Disney tem 84 páginas e custa R$ 4,95.

Pato Donald, nº 2369, tem apenas histórias criadas na Dinamarca. A primeira [O Pato e o Dragão] tem roteiro de Per Hedman e desenhos de José Massaroli. História de 2007. A segunda [Ganso Vida Mansa] tem como protagonista o Gansolino e tem roteiro da dupla Carol Mcgreal e Pat Mcgreal e desenhos de Vicar, são bem famosos por lá e aqui no Brasil. A próxima [O Mestre das Artes Marciais] é de Jens Hansegard e Tino Santanach Hernandez, roteiro e desenhos, respectivamente. Estas duas são de 2008. Já a última [A Fonte da Juventude] é bem antiga, de 1979/80 e tem roteiro de Tom Anderson e desenhos de Vicar. Interessante ver como o estúdio Lua Azul, responsáveis pela tradução e colorido das HQs Disney aqui no Brasil trataram tão bem desta última história que você não nota que ela é tão antiga quanto em relação as outros que são novíssimas. Lembrando que todas são inéditas aqui no Brasil. Pato Donald tem 52 páginas e custa R$ 2,95.

Mickey, nº 799, também só tem histórias criadas na Dinamarca. A primeira [Aventura no Oásis] é de Sarah Kinney, roteiro, e Joaquin Canizares Sanchez, desenhos. Gozado ver que esta história lembra muito os traços italianos. História com 25 páginas sem Pateta? Sacanagem. Já a segunda história [Encomenda Secreta] tem roteiro de Per Hedman e desenhos de Angel Rodriguez, já tem um traço característico da Dinamarca e traz a dupla Mickey e Pateta juntos. Bem melhor. A terceira [Bambolê] tem roteiro de Paul Halas e desenhos de Jorge David Redo. A última [De Olho nas Baleias] tem novamente a dupla Sarah Kinney e Joaquin Canizares Sanchez. Todas as histórias são de 2008 e tem aquele modelo antigo, de Mickey sem camisa e com short vermelho. Mickey tem 52 páginas e custa R$ 2,95.


Zé Carioca, nº 2334, só tem republicação. Nem vou me dar o trabalho de especificar com detalhes as histórias. Lábia Demais é de 1989, O Mestre de 1981, Serenata ao Luar de Renato Canini de 1975, Um Papagaio Fora de Órbita também de Canini é de 1972 e Meu Reino por uma Rede é de 1985. Não gosto muito do Zé desta época. Reconheço que Renato Canini é um gênio, mas eu prefiro a fase da década de 90, que retrata um personagem aparentemente mais jovem, moderno e mais ainda malandro. Usando o visual que é mostrado na capa da revista. O Zé de terninho e guarda-chuva parece tão ultrapassado em pleno ano de 2009. Zé Carioca tem 52 páginas e custa R$ 2,95.

Read Full Post »

Ok, esta edição não é relativamente nova. Ela foi lançada na última semana de fevereiro pela JBC. Mas como na minha cidade as bancas ainda estão no volume 09, acabo comprando o mangá pela internet, sempre de 2 em 2 volumes para economizar no frete. Como só esta semana que a 13º foi lançada, só agora que adquiri o volume anterior.

Hunter é um mangá bacana e vem ficando mais legal a cada edição, falta apenas umas 15 páginas para acabar este volume, mas a trama está ótima como foi desde que o primeiro número. É interessante ver como Yoshihiro Togashi, criador da obra, evoluiu desde que criou Yu Yu Hakusho e como ele trabalha tão bem num enredo que é totalmente distindo daquele mundo espiritual de Yusuke.

O mais interessante é o sistema de poderes que foi inventado para a história que é tão complexo que eu vivo perdido em meio a tantas possibilidades. O autor até que começa com calma, mas depois passa a ser um sistema tão cheio de ramificações que torna praticamente infinito a gama de possibilidades de habilidades e poderes que ele concede aos vilões e heróis da história. De forma que não fica aquela sensação de marmelada.

Hoje acabo o volume 12 e amanhã já começo o volume 13. Aí eu trago a capa e um comentário sobre ele aqui. 😉

Read Full Post »

Ocarina of Time é um dos melhores jogos de todos os tempos. Os fãs adoram vasculhar o jogo em busca de segredos, ou simplesmente dando um tapa no visual com melhores gráficos ou texturas por meio ROMS modificadas. E com essas intervenções no jogo, muita coisa interessante é descoberta. Separei para hoje um vídeo que explora esses segredos, hacks e glitches, com direito até a uma participação especial da Arwing de Star Fox, em um combate que pode ser considerado um preview do que veríamos anos mais tarde na série Super Smash Brawl. Logo depois você confere um vídeo muito especial, recheado de fotos da época em que o jogo ainda era um beta. Vendo esse vídeo, me bateu uma curiosidade muito forte de saber em que momento foi decidida a entrada de Link em sua forma infantil, pois vemos na maioria das fotos um Link bastante parecido com o herói de A Link to the Past em diversos cenários, nos dando a impressão de que a forma infantil surgiu bem mais tarde, quando o projeto já estava bem adiantado. Será que em seu início a história principal era diferente?

Read Full Post »

Hoje em dia, tem maluco que usa até uma cortadora laser para tocar a música do Mario. O autor maluco no caso, é Jedediah, que criou o código que permite comandar os motores da máquina de modo que toquem o mais clássico tema dos videogames. Aonde isso vai chegar? Será que um dia veremos algum robô chupando cana e assobiando a música?

[via Offworld]

Read Full Post »

Tenjho Tenge #04

Foi difícil, mas os integrantes do Clube Juken – Nagi, Bob, Maya, Aya e Masataka –, conseguiram derrotar o Comitê Executivo no sangrento confronto ocorrido na pista de boliche. Agora, os novatos ganharam popularidade e são o centro das atenções.

Contrária a essa guerra declarada entre os dois grupos, e também para proteger o seu amado das pancadarias, Chiaki exige que Maya conte a verdade que está escondida por trás de toda essa rivalidade. A gata tem razão de temer por Bob, pois ele não sabe onde está se metendo. Para começar, a fama conquistada chamará a atenção de novos adversários querendo testar a força tanto dele quanto de Nagi.

Mas o pior é que até Maya será punida pela diretoria da escola por causa dos confrontos. Enquanto isso, o seu passado e de Mitsuomi começa a ser revelado.

Read Full Post »